Anexo ABNT: veja como é fácil formatar

Formatar trabalhos dentro dos padrões da ABNT pode virar a vida de um estudante do avesso. Principalmente, quando o processo do trabalho chega no pós-textual, ou seja, o trabalho está para ser concluído, apenas faltando pequenos ajustes.

Neste momento, o aluno começa a correr atrás das citações, referências bibliográficas e dos anexos. Este último é um grande problema para a maioria das pessoas que estão concluindo um TCC ou qualquer outro trabalho acadêmico. Tal problema é dado pela falta de compreensão da pessoa sobre as normas referentes a anexo na ABNT.

Agora, para ajudar você a entender melhor como funciona o anexo dentro dos padrões estabelecidos pela ABNT, sugerimos que continue a acompanhar o conteúdo deste artigo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

O que é um anexo e o que é ABNT?

Para ilustrar melhor as normas que padronizam trabalhos acadêmicos e o que são anexos, é de suma importância explicar o que são essas duas coisas:

  1. Anexos: são informações escritas dentro do trabalho acadêmico, como por exemplo, um trabalho de conclusão de curso. Tais conteúdos são apenas transcritos para o trabalho, ou seja, copiados de uma outra fonte. Normalmente são: informações importantes para o trabalho, dados sobre o tema proposto, partes de textos retirados de livros, e-mails trocados, etc.Os anexos são usados principalmente para ilustrar dados que não são encontrados facilmente pela internet ou pela banca avaliadora. Assim, servem para ajudar na apresentação das informações que são encontradas dentro do trabalho acadêmico.
  2. Normas da ABNT: a sigla faz referência a Associação Brasileira de Normas Técnicas. Tal associação é uma instituição privada sem fins lucrativos que busca padronizar, ou seja, uniformizar trabalhos de cunho cientifico e acadêmico. Com isso, facilitar a avaliação e leitura do trabalho. Ajudando os avaliadores a focarem apenas em uma coisa: o conteúdo em si, visto que os trabalhos terão as mesmas formatações.

Formatando Anexo ABNT

A ABNT não específica com tantos detalhes as normas quando se trata de anexos. Por isso, o Tua Carreira traz para você o modo de formatar seus anexos do jeito certo e organizado, dentro do trabalho acadêmico.

Primeiramente, os anexos devem constar na parte pós-textual do trabalho, ou seja, após as referências bibliográficas. Eles devem ser identificados pela palavra “ANEXO” transcrito em caixa alta e utilizando a mesma fonte usada para o trabalho: 12 para Times New Roman e 10 para Arial. Também deve ser centralizado na folha.

A palavra “anexo” deve ser escrita em negrito e seguida pela letra de identificação, como por exemplo, o primeiro anexo deve ser identificado pela letra “A”, enquanto o segundo pela letra “B” e assim sucessivamente. Caso os anexos passem a quantidade de letras dentro do alfabeto, os próximos devem ser escritos com “AA”, seguido por “AB”, “AC” e assim por diante.

Quando um anexo é criado, ele deve ser identificado também pelo seu conteúdo, como por exemplo:

  • ANEXO A – IMAGEM DA AVENIDA PAULISTA EM 1920;
  • ANEXO B – IMAGEM DA AVENIDA PAULISTA EM 2019;
  • ANEXO C – DADOS SOBRE A SATISFAÇÃO DA POPULAÇÃO PAULISTANA EM 2019.

Essa identificação deve também constar no índice do trabalho, exatamente como se encontra no pós-textual, facilitando a identificação da página caso seja necessário encontrar a informação.

Quando são muitos anexos, eles devem ser separados, não podendo conter mais de 1 anexo por página, ou seja, “ANEXO A” na página tal e “ANEXO B” na página seguinte. Independentemente de o anexo ser pequeno, conter apenas uma frase ou um parágrafo, ele deve ser separado.

Quando os anexos são imagens, aprenda a separá-las

Muitas vezes os anexos são apenas imagens e com isso causam um pouco mais de problema para os criadores do trabalho, porém, as regras apresentadas acima também devem ser seguidas neste caso. Mesmo quando o anexo contém apenas imagens, não devem conter informações que não se enquadram dentro do tema. Como por exemplo, imagens da cidade de São Paulo ao invés de imagens da Avenida Paulista:

ANEXO A – IMAGEM DA AVENIDA PAULISTA DE 1920

ANEXO B – IMAGENS DA CIDADE DE SÃO PAULO DE 1920

Com estas dicas ficará fácil criar os anexos para o seu trabalho. Se gostou do nosso conteúdo, continue acompanhando e não esqueça de compartilhar para ajudar mais pessoas que também estão com dúvidas.