Assertividade profissional: o que é e como conquistá-la

Você já ouviu falar em assertividade? Esta qualidade tem sido amplamente discutida e desejada no meio organizacional. Uma pessoa assertiva pode ser definida, em poucas palavras, como alguém que alcançou o equilíbrio entre a passividade e agressividade. Para conhecer mais sobre característica e como desenvolvê-la, acompanhe a leitura do artigo a seguir.

Definição de assertividade

A assertividade é entendida como uma característica importante para o trabalho em diferentes âmbitos, como na relação com o cliente, com os colegas de trabalho ou entre líder e colaborador.

De acordo com o dicionário Michaelis, uma pessoa assertiva é afirmativa. Mas na Psicologia, quando se trata do sentido mais usado hoje em dia, a assertividade diz respeito a uma característica mais complexa de comportamento.

Para a Psicologia, alguém assertivo é quem sabe se expressar sem se deixar dominar pela ansiedade ou agressividade, mas também sem se omitir. O indivíduo assertivo tem a capacidade de expressar suas necessidades, desejos, emoções e pensamentos sem prejudicar ninguém.

A assertividade pode não fluir espontaneamente para algumas pessoas. Em geral, seus extremos são facilmente encontrados no meio corporativo: a passividade ou a agressividade.

Passividade

O colaborador com comportamento passivo não se impõe para expressar suas necessidades, muito menos sua opinião. Dentro de hierarquias mais tradicionais, onde a chefia pelo medo ainda é valorizada, este tipo de profissional é até elogiado por sua passividade.

Só que este profissional pode ter grandes ideias e poderia contribuir para o trabalho de forma mais ampla, mas não o faz, às vezes até por timidez. Assim, o trabalho que poderia ser muito mais eficiente acaba levando mais tempo e gerando até menos resultados.

O passivo é também conhecido por “engolir sapos”. Por não se expressar diante de situações estressantes ou que considera impróprias, ele vai acumulando todas estas frustrações. Ocorre que, em algum momento, todo este acúmulo poderá levá-lo a “explodir” em um comportamento adoecedor ou agressivo.

Agressividade

A agressividade é o outro extremo da passividade. O colaborador agressivo não tem tato ou empatia. Em geral, ele se comporta de forma explosiva e até desrespeitosa com os demais. Há quem veja o lado positivo desta postura, afinal o colaborador agressivo visa ao resultado. Mas para este fim, ele está disposto a passar por cima de tudo e todos.

O colaborador agressivo ouve pouco o que os demais têm para contribuir, e por vezes podem ter até comportamentos antiéticos. Esta postura pode gerar conflitos entre a equipe, levando a perdas de eficiência e de talentos.

Como você viu, apesar de ambos serem comportamentos “auto preservativos”, não são os mais recomendados para um ambiente de trabalho saudável e eficiente. Alcançar o equilíbrio para conquistar a assertividade pode até parecer difícil a princípio, mas é totalmente possível. Uma empresa com equipe assertiva em diferentes escalas hierárquicas traz apenas benefícios para a organização. Entenda melhor a seguir:

Consequências favoráveis da assertividade

Um ponto importante que é necessário estar claro é que a assertividade é uma habilidade. Portanto, ela pode ser desenvolvida, mesmo naquelas pessoas comumente passivas ou agressivas.

A assertividade só traz benefícios. Uma pessoa assertiva expressa:

E qual empresa não quer passar esta mensagem? Mas não basta passar uma imagem inicial positiva. Na prática do dia a dia, a assertividade é expressa em outros comportamentos. Veja.

Assertividade e clareza na comunicação

Uma das características do colaborador assertivo é saber se comunicar de forma mais clara. A comunicação vai muito além das palavras usadas para se expressar: ela é feita também através de nosso tom de voz, contato visual e linguagem corporal. Os problemas de comunicação podem custar caro para uma equipe.

veja também:
Empreendedores de sucesso: conheça 11 perfis e suas características

Segundo estudo divulgado pelo site Endomarketing, profissionais que trabalham com conhecimento perdem aproximadamente 17 horas de trabalho por semana devido a problemas de comunicação. Este é um exemplo da importância de profissionais assertivos em uma equipe, em qualquer grau hierárquico.

A falta de assertividade pode significar, literalmente, a perda de dinheiro para uma empresa. No exemplo citado acima, como esclarece o site Endomarketing, a falha na comunicação representa uma perda de aproximadamente US$ 26.000 por ano, por colaborador. Esta é uma ilustração palpável do quanto uma característica que parece tão subjetiva pode ter um impacto sobre uma organização.

Comportamentos encontrados na assertividade

Além da clareza na comunicação, a assertividade é conquistada através da soma de vários outros comportamentos, como:

1. Saber dizer não

Saber dizer não, especialmente no mundo organizacional, pode ser algo muito difícil para um colaborador. Mas não fazê-lo pode custar caro. Saber dizer não quando necessário, com argumentos justificáveis, só explicita o quanto este colaborador é confiante, justo e honesto. Além disso, o profissional ainda se poupa de se colocar em situações que possam prejudicar sua vida pessoal, por exemplo.

2. Respeito

O respeito deveria ser uma característica obrigatória, não só de qualquer membro de uma empresa, mas de qualquer ser humano. Mas, na prática, infelizmente não é assim, como no caso do comportamento agressivo, que expliquei anteriormente. O colaborador assertivo é capaz de se comunicar de forma clara, de dizer não, entre outros comportamentos, mas sem jamais abrir mão do respeito pelos demais.

3. Responsabiliza-se pelos seus erros

É preciso humildade para saber reconhecer seus erros e trabalhar para repará-los, e esta é uma aptidão do profissional assertivo.

4. Aponta os erros de forma educada e sem ofender o outro

Ao observar um erro cometido por outro e que pode ser reparado, o profissional assertivo também não se omite. Ele é capaz de apontar o erro, mas sem expor ou ofender os demais, propondo uma forma eficaz de repará-lo.

5. Reconhece a participação dos envolvidos nas conquistas

Assim como a sensibilidade de reconhecer erros, é fundamental reconhecer as conquistas e celebrá-las. Esta é mais uma das capacidades que fazem parte do perfil assertivo.

Barreiras para a assertividade

Como você viu acima, a assertividade é uma soma de posturas benéficas pessoalmente e profissionalmente. Porém, algumas características podem atrapalhar significativamente o alcance do comportamento assertivo:

  • Insegurança;
  • Ansiedade;
  • Egocentrismo;
  • Inflexibilidade (rigidez);
  • Excesso de competição.

Estes são alguns exemplos de atitudes que vão contra a assertividade. Algumas características são pessoais, outras são desenvolvidas no meio de trabalho, às vezes até pelo meio onde se trabalha.

Seja qual for o motivo, o primeiro passo para se tornar um profissional assertivo é através do autoconhecimento. Reconhecer suas atitudes é fundamental para entender onde se pode melhorar. Uma forma de fazê-lo é ouvir os feedbacks dos colegas, especialmente os negativos (por mais desconfortável eu isso seja!).

Em relação a aspectos como insegurança e ansiedade, um bom caminho para se desenvolver é através da psicoterapia. O acompanhamento psicológico é uma forma de se desenvolver e superar sentimentos que o atrapalhem.

veja também:
60 frases de motivação curtas para não desistir de seu objetivo

A assertividade profissional não significa que sua postura tenha que ser assim também na vida pessoal. Mas, sem dúvidas, desenvolver-se neste sentido trará benefícios em sua vida como um todo.

Como desenvolver a assertividade

Uma pessoa assertiva tem uma complexidade de comportamentos, que, quando combinados, culminam na assertividade. São eles:

Autoconhecimento

Como apontei anteriormente, só é possível mudar através do reconhecimento de seus comportamentos, inclusive dos negativos para o meio de trabalho.

Autoconfiança

A autoconfiança é o oposto da insegurança. Só quem “confia no seu taco” consegue se posicionar de forma clara, objetiva e tranquila.

Autoestima elevada

Quem tem baixa autoestima pode acabar desistindo de expressar suas ideias, por acreditar que elas não sejam boas o suficiente. Superar a insegurança é o caminho para conquistar uma boa autoestima, fundamental no comportamento assertivo.

Clareza na comunicação verbal

Como exemplifiquei anteriormente, as falhas na comunicação podem trazer consequências importantes no trabalho. Por isso, é importante saber se expressar de forma clara, sem rodeios, ao mesmo tempo em que observa a compreensão do interlocutor.

Atenção à linguagem não verbal

Grande parte da comunicação é feita pela linguagem não verbal. Ou seja, através do tom e altura da voz, sua postura corporal e no contato visual. Por isso, observe se sua linguagem não verbal está de acordo com seu discurso verbal.

Inteligência emocional

A inteligência emocional diz respeito ao conhecimento e controle de suas emoções, na percepção das emoções alheias e na habilidade de lidar com elas.

Empatia

A empatia está relacionada ao respeito. Ser empático é saber colocar-se no lugar do outro e não agir com os demais como não gostaria que o fizessem com você.

Flexibilidade

Ser flexível é saber ponderar quando é possível ceder. É através da flexibilidade que se alcança o equilíbrio, principal elemento da assertividade.

Assertividade profissional

Ser assertivo é saber equilibrar suas emoções e comportamentos. É saber dosar razão e emoção, sem abrir mão de nenhuma das duas. Um profissional assertivo, além de passar uma imagem positiva em relação à empresa, ainda tem bons relacionamentos com seus colegas de trabalho, lideranças e clientes. Além disso, seus resultados são melhores, já que seu comportamento promove produtividade mais eficiente.

Neste artigo, você conheceu o que é assertividade e sua importância na vida profissional. Você leu também sobre quais são as barreiras que impedem um indivíduo de alcançá-la e quais são os traços de uma pessoa assertiva. Espero que este conteúdo tenha te ajudado. Compartilhe-o e continue nos acompanhando para mais dicas como estas.