Cansaço mental no trabalho: o que é e como lidar

Ficar cansado depois de um dia de trabalho é algo completamente normal, certo? Nem sempre. Como tudo na vida, os excessos podem ser prejudiciais, e com o cansaço não é diferente. O alto nível de estresse no trabalho pode levar a transtornos mentais, como a depressão; ou físicos, como a hipertensão. Para entender mais sobre o cansaço mental no trabalho e aprender a lidar, acompanhe a leitura deste artigo.

Cansaço mental no trabalho

Tem sido cada vez mais comum encontrar doenças desencadeadas por aspectos psicológicos dentre os trabalhadores brasileiros. O panorama atual de desemprego também não contribui. Afinal, há cada vez mais sobrecarga de trabalho para os empregados, que temem a perda do emprego e assumem crescentes responsabilidades.

O grande problema é que a sobrecarga de tarefas pode levar ao cansaço mental. Também chamado de estafa ou esgotamento mental, esta condição traz uma série de sintomas para a produtividade e, é claro, para a saúde do indivíduo.

Como identificar?

A estafa mental é provocada pela sobrecarga de atividades sem o devido tempo para descanso. A mente, assim como o corpo, necessita de um período para se recuperar. Desrespeitar este limite pode trazer sérias consequências.

Se você suspeita que esteja passando por esgotamento mental, reflita se você apresenta os seguintes sintomas:

  • Dificuldade de concentração;
  • Falhas de memória;
  • Diminuição na produtividade;
  • Piora na rotina alimentar;
  • Dificuldade em dormir;
  • Aumento da agressividade;
  • Desânimo.

Se você apresenta estes sinais, pode estar vivenciando um quadro de cansaço mental.

Consequências no trabalho

Até algum tempo atrás, identificar-se como um workaholic ( “viciado em trabalho”, em tradução livre do inglês) era uma característica da qual se orgulhar e até se destacar em uma candidatura a uma vaga de emprego, por exemplo.

veja também:
Sucesso profissional: como atingir com 20 dicas essenciais

Porém, a experiência tem mostrado os impactos negativos do excesso de trabalho, não só na prática laboral, mas também na saúde do indivíduo.

Uma pessoa que sofre de cansaço mental tem sua capacidade de atenção, memória e concentração reduzidas, o que acarreta na diminuição de sua produtividade. Assim, mesmo com mais horas de dedicação, os resultados diminuem ou se lentificam.

Mas não para por aí. A estafa mental pode evoluir para doenças mais graves, como a depressão e a síndrome de burnout.

A depressão está entre as maiores causas de afastamento profissional hoje no Brasil. De acordo com a Orgnização Mundial da Saúde (OMS), este índice não para de crescer, e estima-se que a doença alcançará o topo da lista a partir de 2020.

Já a síndrome de burnout é uma soma de sintomas físicos e psicológicos. Dentre eles, estão os mesmos sinais de estafa, somado a sintomas de arritmia, infarto e até surtos psicóticos.

Como prevenir ou reduzir o esgotamento mental

É fundamental saber identificar os sinais de um esgotamento mental, seja em si mesmo ou em sua equipe, para prevenir agravo.

Tudo na vida deve ser mantido em equilíbrio. Um profissional que preserva seu bem-estar terá mais motivação e plena capacidade de produzir melhores resultados em menos tempo.

Para isso, reduza seu ritmo e respeite os limites do seu corpo. Coloque em prática as dicas a seguir e recupere seu estado mental saudável:

Respeite suas horas de sono

Procure manter em média 8 horas de sono por noite.

1. Respeite seu momento de descanso para as refeições

Pare e se concentre em sua refeição.

2. Tire intervalos de 5 minutos a cada duas horas de trabalho

Levante, se espreguice, tome uma água, vá ao banheiro. Estas simples atividades oxigenam o cérebro e o ajudam a voltar ao funcionamento mais eficiente.

veja também:
Retenção de talentos: o que é, importância e como aplicá-la

3. Garanta um espaço na agenda para o lazer

Fazer o que gosta é indispensável para manter uma boa saúde mental.

4. Pratique exercícios físicos

A ciência comprova os efeitos positivos dos exercícios físicos para o desempenho mental, especialmente pela produção de hormônios do bem-estar.

5. Medite

Aplique a técnica de “esvaziar a mente” cinco minutos por dia. Há aplicativos para auxiliá-lo.

Se necessário, busque ajuda profissional

Dependendo da gravidade de seu estado, será necessário buscar ajuda profissional de um psicólogo e/ou psiquiatra. Não hesite em buscar apoio para recuperar sua plena saúde.

Espero que este conteúdo tenha sido útil para seu dia a dia. Caso ele o tenha ajudado, compartilhe-o e ajude outras pessoas. Para mais artigos sobre carreira, vida acadêmica e profissional, continue nos acompanhando.