Citação de internet ABNT: saiba onde encontrar e como colocar

Há algumas décadas, a busca por fontes de pesquisa ocorria principalmente nas bibliotecas universitárias e nos arquivos públicos. Embora esses dois espaços ainda sejam importantíssimos para a realização de uma pesquisa acadêmica (em alguns casos, insubstituíveis), a internet fez com que seja possível acessar diversos tipos de fontes de pesquisa com apenas alguns cliques na tela.

Com a infinitude de informações que a internet tem a oferecer, ela se tornou o principal local de busca de fontes de pesquisa para trabalhos acadêmicos. Nela, é possível encontrar e ler artigos publicados em revistas científicas, bem como livros em formato digital em poucos minutos de pesquisa.

Mas, ao fazer uma citação ou apontar a referência deste documento, é preciso prestar atenção em alguns detalhes. Além disso, o cuidado com os locais onde estes arquivos são acessados deve ser redobrado.

Neste artigo, falamos mais sobre a busca por fontes de pesquisa na internet e como citá-las de acordo com as normas para trabalhos acadêmicos. Confira!

Antes de mais nada, como buscar fontes seguras de pesquisa na internet

Que a internet é uma grande aliada da pesquisa acadêmica, não há dúvidas. Mas, apesar dos seus grandes pontos positivos, a internet também possui muito conteúdo cuja origem é pouco confiável ou simplesmente cai no senso comum.

Para fugir deste tipo de fonte, é importante realizar suas buscas em sites e plataformas digitais que possuam credibilidade para a academia. Ou seja, cujos trabalhos publicados são reconhecidos pelos seus pares e pelos órgãos oficiais de instituições de ensino.

Plataformas vinculadas à instituições de ensino brasileiras

No caso da pesquisa bibliográfica, existem diversas plataformas de divulgação científica ligadas às universidades e outros órgãos oficiais. Este é o caso dos repositórios digitais das universidades, que reúnem toda a produção científica da instituição (como trabalhos de conclusão de curso, dissertações, teses, apresentações, anais de eventos e outros documentos administrativos).

Confira os repositórios digitais das principais universidades do país:

USP UNICAMP UNESP Mackenzie PUC-RS UNIFESP UFRJ UFF UFMG UNB UFRGS UFSC UFPE UFAM UFAL UFBA.

Existem também bancos de dados que reúnem produção científica de diversas universidades do Brasil, como é o caso da BDTD. A produção científica produzida em outras instituições públicas também é disponibilizada para pesquisadores. Como, por exemplo, a Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, e do IBGE. Entidades de classe também possuem as suas bibliotecas, como é o caso da OAB.

As principais instituições de ensino também possuem revistas científicas vinculadas a elas, com sites específicos onde é possível acessar artigos publicados nele. Órgãos de fomento à pesquisa também possuem suas revistas científicas, como é o caso da Capes e da Fapesp.

Plataformas com publicações internacionais

Outra fonte segura na busca por artigos acadêmicos são as bibliotecas digitais cooperativas, como é o caso do Google Acadêmico e da SciELO. Neles, podemos encontrar artigos produzidos por pesquisadores brasileiros e de diversos outros países.

Por outro lado, se o seu foco é na busca por artigos e outras publicações científicas produzidas em outros países, pode conferir a Digital Library of the Commons Repository; a ISI Web Knowledge; o Directory of Open Access Journals; o Microsoft Academic Search e o HighBeam.

Quais são as normas da ABNT sobre as citações de internet?

Durante a escrita do seu trabalho científico, haverá momentos em que será preciso citar direta ou indiretamente pesquisas de outros autores. A citação é uma parte importante na argumentação proposta no texto, pois mostra que você não só conhece a produção científica sobre o tema que está tratando. Mas também que é capaz de dialogar com ele e analisá-lo criticamente.

No entanto, não podemos esquecer que os trabalhos acadêmicos possuem algumas normas de apresentação, definidos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). E as citações não escapam à essas normativas.

Mas existe alguma diferença quando incluímos citação de internet no texto? Em relação ao corpo do texto, não. Já em relação às referências bibliográficas, sim.

No corpo do texto, as citações retiradas da internet funcionam exatamente como aquelas retiradas de livros físicos, que podem ser diretas ou indiretas.

Citação direta

As citações diretas, segundo a ABNT, são aquelas cujo trecho do texto original é inserido no documento de forma integral. Ou seja, ele aparece exatamente como o autor escreveu. As citações diretas se dividem em duas categorias: as curtas e as longas.

Considera-se uma citação direta curta aquela que ocupa até 3 linhas de texto em página formatada de acordo com as normas da ABNT. Neste caso, elas permanecem junto ao corpo do texto do documento, mas destacadas com aspas. Confira um exemplo:

Mas, as citações ocuparem mais do que 3 linhas da página são consideradas longas. Ao contrário das curtas, as citações diretas longas ganham um parágrafo só delas na página, mas sem o destaque das aspas. Ao invés disso, elas aparecem com fonte tamanho 10 e com um recuo de 4cm a partir da margem esquerda.

Confira um exemplo:

Como você pode perceber, em ambos os casos, a citação aparece seguida de uma indicação de autoria e de data de publicação entre parênteses.

Citação indireta

Já as citações indiretas, são aquelas em que a frase ou ideia original do autor é escrita com outras palavras, ou seja: parafraseada. Nestes casos, elas não há necessidade das aspas, mas apresentam indicação de autoria entre parênteses da mesma forma.

Confira um exemplo:

Em ambos os casos, é obrigatória a referencia completa dos autores e as suas obras citadas na parte pós-textual do trabalho, como mostraremos a seguir.

Como referenciar citação de internet segundo a ABNT

A NBR 6023 da ABNT descreve de que forma escrever as referências de todos os tipos de fontes de pesquisa em trabalhos acadêmicos.

Embora cada tipo de fonte possua especificações a partir dos seus formatos, a norma lista algumas informações essenciais para todas as referências. São eles:

  • Autor;
  • Título e subtítulo (se houver);
  • Data de publicação;
  • Especificação do suporte do trabalho.

Mas, como mencionamos acima, as fontes encontradas na internet possuem um diferencial nas suas referências. Mas, a boa notícia é que se aplicam a todas as fontes encontradas online. Sendo:

  • Endereço digital (precedido pela expressão “Disponível em:”); e
  • Data de acesso (precedida pela expressão “Acesso em:”).

Essas duas informações são importantes para que os avaliadores do trabalho e os leitores possam consultar a fonte de forma integral com facilidade, só copiando e colando no seu navegador de internet. E também porque não são raros os casos onde links e documentos são retirados do ar na web. Neste caso, a data de acesso mostra que naquele dia, o documento estava disponível naquele link e foi acessado através dele.

Abaixo, mostramos como alguns fazer a referência de alguns documentos retirados da internet:

Livros, livretos e trabalhos acadêmicos completos online

[SOBRENOME DO AUTOR], [Nome do Autor]. [Título e subtítulo da obra]. [Número da edição]. [Cidade da publicação]: [Editora], [Ano de publicação]. E-book. Disponível em: [Link de publicação]. Acesso em: [Data de acesso].

Artigo ou matéria em publicação periódica online

[SOBRENOME DO AUTOR], [Nome do autor]. [Título do artigo]. [Título do periódico], [local de publicação], [numeração do ano, volume ou edição do periódico], [páginas onde se encontra o artigo], [Período de publicação]. Disponível em: [Link de publicação]. Acesso em: [Data de acesso].

Mas e quando faltam informações sobre as referências?

Às vezes, ao escrever a referência de uma publicação da internet, você pode notar que faltam algumas informações que são requeridas pela ABNT. Ou até mesmo que as informações são incertas. As informações de local e ano de publicação são as que costumam mais sofrer com isso. Então, o que fazer nestes casos?

Quando isso acontecer, você pode substituir a informação no campo específico da referência pela expressão “[S.I.]”. Essa sigla entre colchetes significa “Sem Informações”.

Mas, quando lidamos com informações incertas, o mais aconselhável é incluí-la entre colchetes e seguida por um ponto de interrogação.