Como fazer um relatório: o que é, estrutura e dicas passo a passo

Aprender a fazer um relatório é uma habilidade importante, seja para a vida acadêmica ou profissional. Como o nome já diz, o objetivo de um relatório é de relatar algo. Ele pode ser necessário em diversos contextos, como falaremos neste artigo. Para aprender a fazer um relatório passo a passo, acompanhe a leitura.

O que é um relatório?

O relatório é um documento descritivo, ou seja, é uma forma de expor informações de forma organizada. O tipo de escrita é expositiva/descritiva, e pode haver espaço para a argumentação do autor ou não, dependendo do que foi solicitado. Um relatório pode variar também de tamanho: ele pode conter uma simples página ou ainda ser mais extenso. Isto influenciará também na estrutura, como falaremos adiante.

A linguagem utilizada em um relatório deve ser a norma culta da língua portuguesa. Por isso, claro, que abreviações e gírias devem ser evitadas. O autor deve atentar-se para o uso adequado da ortografia e gramática. Outro ponto importante é pensar a quem o relatório se destina, adequando o conteúdo e o grau de formalidade.

É muito comum que, no início de cursos de graduação, em especial os da área de Humanas, que os professores solicitem resenhas ou resumos. A resenha é uma compilação de um conteúdo estudado (pode ser um texto, um livro, um filme, uma palestra) com sua opinião, enquanto o resumo apresenta de forma sucinta apenas os pontos do autor estudado.

Tanto para a resenha quanto para o resumo, o modelo de relatório apresentado aqui pode ser seguido.

Estrutura de um relatório

A estrutura de um relatório contém os seguintes elementos, nesta ordem:

  1. Capa;
  2. Sumário;
  3. Título;
  4. Introdução;
  5. Desenvolvimento;
  6. Conclusão;
  7. Referências.

Como falamos anteriormente, a estrutura pode variar, dependendo do tamanho do relatório. Assim, um relatório de apenas uma página dispensa capa e sumário. De qualquer forma, uma boa estratégia é verificar que a instituição de ensino ou a organização não possuí um modelo padrão para a elaboração de relatórios.

Como elaborar um relatório passo a passo

Um relatório pode ser exigência para a apresentação de diferentes informações. Em uma organização, por exemplo, ele pode ser solicitado como rotina semanal, mensal e anual para apresentação de resultados do trabalho.

No meio acadêmico, ele pode ser a forma de apresentação de resultados após uma atividade de estágio, da análise de um texto, de pesquisas ou de atividade complementar, por exemplo.

Antes de iniciar o relatório, é importante lembrar-se de fazer anotações durante as atividades. Isto auxilia a ter o conteúdo que necessita para o documento.

Para um relatório de tamanho de uma ou poucas páginas para o meio acadêmico, a primeira informação a ser elaborada será sua identificação. Coloque as informações básicas, como:

  • Nome;
  • Turma/turno;
  • A. (registro do aluno);
  • Professor (supervisor).
veja também:
Conheça os principais tipos de pesquisas científicas para trabalhos acadêmicos

Para relatório organizacional, seu nome pode ser apresentado ao final, seguido por sua assinatura.

O próximo passo é elaborar o título. A proposta é que ele seja descritivo, assim como o restante do conteúdo. Por exemplo:

  • Exemplo 1 (acadêmico): Relatório de Estágio Básico em Psicologia Clínica;
  • Exemplo 2 (acadêmico): Relatório de Atividade Complementar;
  • Exemplo 3 (profissional): Relatório Psicossocial de Acompanhamento Familiar;
  • Exemplo 4 (profissional): Relatório de Acompanhamento de Vendas Semanal;

Em seguida, o autor deve fazer uma introdução do conteúdo apresentado, de forma resumida e incluindo o objetivo do documento. Para relatórios mais curtos, um parágrafo de introdução basta. Por exemplo:

Este relatório se propõe a apresentar as informações extraídas da visita ao Museu da Imagem e do Som em 15 de março de 2019, atividade complementar à graduação em Comunicação Social.

Após a introdução, será apresentado o principal conteúdo do relatório: o desenvolvimento. Neste campo, podem ser apresentados dados, gráficos, imagens ou tabelas para complementar a informação descrita. Lembre-se que o objetivo não é dar sua opinião, mas sim descrever o ocorrido.

Posteriormente, a conclusão deverá ser elaborada. Nesta parte, em alguns contextos, o autor pode argumentar sobre seu ponto de vista. É possível concluir dizendo se o objetivo foi atingido ou não, e até propor alguma intervenção para melhoria. Ao expressar sua opinião, evite expressões como “eu acho que…”, “eu acredito que…” ou “na minha opinião,…”. Ao fazer uma afirmação na conclusão, o leitor já saberá que se trata de sua opinião, e o uso de tais expressões apenas empobrecem sua escrita.

Caso algum material bibliográfico tenha sido utilizado, ou se alguma consulta foi realizada, a fonte deverá ser apresentada nas referências. Em trabalhos acadêmicos, este dado é indispensável.

Como fazer a formatação do relatório

Para a formatação de seu relatório, mais uma vez, é interessante verificar se a instituição já possui uma orientação prévia. Em caso de relatório profissional, um elemento importante é o uso do timbre. Vale dizer que, para garantir a seriedade do trabalho, seja escolhida uma fonte mais sóbria, como Arial ou Times New Roman.

Caso a instituição de ensino não exija nenhuma formatação específica, uma dica valiosa é utilizar as normas ABNT. Isto porque, quando você precisar realizar seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), estará mais familiarizado com tais regras.

Se então você optar por seguir as normas ABNT, a fonte utilizada deverá ser Arial ou Times tamanho 12 com espaçamento 1,5. O recuo de parágrafo é de 1,25 cm e o texto deve ser justificado.

veja também:
Nota de rodapé ABNT TCC: saiba como definir e veja exemplos

Para o título, utilize fonte tamanho 14 e centralize a frase. As letras podem estar em caixa alta ou não. Para as referências, o modelo usado para livros é:

SOBRENOME DO AUTOR, Nome Abreviado. Título: subtítulo (se houver). Edição. Local de publicação: Editora, ano de publicação da obra.

A ABNT propõe também como mencionar outras fontes, como sites e periódicos. Você pode conhecer mais detalhes em nosso texto sobre referências bibliográficas da ABNT.

Se o seu trabalho for maior e conter muitas páginas, dedique uma página para cada item: capa, sumário, introdução, desenvolvimento, conclusão e referências.

Como entregar um relatório de qualidade

Mesmo que não haja um padrão para a redação de relatórios na organização ou instituição, seguir as dicas apresentadas aqui poderá agregar mais valor e seriedade ao seu trabalho.

Além dos passos citados aqui, é indispensável revisar o conteúdo escrito para verificar a presença de erros de digitação ou do uso da língua portuguesa. Nem sempre o corretor do editor de texto identifica todos os erros, por isso releia o seu trabalho e analise se conseguiu expressar adequadamente o que queria dizer.

Para trabalhos mais extensos, como relatório de conclusão de estágio ou relatório anual de resultados, é possível seguir as dicas as dicas de nosso guia de formatação ABNT.

Tudo sobre como fazer um relatório

Neste artigo, demos dicas de como elaborar um bom relatório, seja ele para o trabalho ou para a faculdade. Apresentamos a estrutura de um relatório e como fazer sua formatação e demos dicas de como apresentar um trabalho de qualidade.

Uma boa escrita é questão de prática, ou seja, quanto mais relatórios fizer, melhores eles se tornarão. Um trabalho de qualidade lhe garantirá boas notas na faculdade e maior credibilidade no trabalho.

Espero que este conteúdo tenha sido útil para você. Caso ele tenha te ajudado, compartilhe-o em suas redes sociais!