Como se comportar em uma entrevista de emprego?

Ter um excelente currículo não é o suficiente para garantir a aprovação em uma entrevista de emprego.

É certo que, um bom currículo faz com que consiga estar de frente para a porta de entrada do emprego procurado, porém para ultrapassar esta porta é preciso mais, ou seja, é necessário que haja um comportamento adequado perante os entrevistadores ou até mesmo em uma dinâmica de grupo.

A entrevista de emprego é o momento em que o empregador ou responsável do setor de Recursos Humanos fará a análise do seu perfil e se ele se enquadra dentro das características que entendem ser as ideais para o exercício de uma determinada função.

Este guia foi elaborado com dicas essenciais sobre como se comportar em uma entrevista de emprego de forma adequada.

Dicas de como se comportar em uma entrevista de emprego

1. Como se vestir

Vestimenta para entrevista de trabalho

Foto: Freepik

Antes de ir para uma entrevista de emprego é preciso já ter em mente qual é o tipo de roupa que deverá ser utilizada, assim como também a aparência adequada.

Como já diz um antigo ditado “a primeira impressão é a que fica” e com isso, é necessário haver um cuidado redobrado com a vestimenta. Vista-se de uma forma adequada a função que pretende exercer.

Por exemplo, se está indo para uma entrevista referente a vaga de advogado júnior:

Se homem, deverá utilizar terno escuro, sapato social preto bem engraxado, cinto combinando com o sapato e camisa social, se possível branca.  Além disso, é importante ter cabelos cortados e bem penteados, assim como a barba bem feita.

Se mulher, um vestido social de cor sóbria, meia calça na cor da pele ou preta e sapatos de salto.  Além disso, um blazer para completar o visual cai muito bem, ou caso prefira, um conjunto de saia/calça e blazer.  Quanto à bolsa, escolha um modelo com cor sóbria, combinando com a cor do sapato.  A maquiagem leve para o dia a dia e nada de batom fora do comum.  Cabelos também devem ser bem escovados e arrumados.

2. Ser pontual

É essencial chegar com pelo menos 10 minutos de antecedência na entrevista de emprego marcada.

Se programe pensando nos imprevistos que podem ocorrer: como o atraso na condução, engarrafamento, entre outros. Ser pontual demonstrará ao entrevistador que você tem respeito aos horários determinados.

No entanto, mesmo com todas as precauções, imprevistos acontecem e não será possível chegar no horário determinado.

Se isto acontecer, o melhor a fazer é ligar imediatamente para a empresa informando que houve um imprevisto, mas que está a caminho. Agindo desta forma, possibilitará que o entrevistador se reorganize com as outras entrevistas ou não fique esperando a sua chegada à toa.

3. Sala de espera

Ao chegar no local que será feita a entrevista de emprego, é muito comum ter que aguardar na sala de espera.  Neste momento, é possível que você seja avaliado em relação ao comportamento: se tem paciência ou até na forma de se sentar ou gesticular.

veja também:
15 filmes motivacionais que sua equipe precisa assistir

Sente-se de forma acomodada e confortável, sem exageros. Permaneça sentado até ser chamado e não demonstre impaciência. Evite roer unhas, balançar as pernas, mexer nos cabelos e outros gestos que mostrem que você está desconfortável ou ansioso.

4. Contato com o entrevistador

Ao adentrar na sala onde será feita a entrevista de emprego, cumprimente o entrevistador olhando em seus olhos e com um aperto de mão firme.

Além disso, responda de forma cordial e calma aos questionamentos do entrevistador.

Na ansiedade de falar tudo o que é primordial, algumas pessoas atropelam a própria fala, perdendo a coerência no que realmente deve ser exposto.

Uma regra que jamais pode ser esquecida: nunca interrompa o entrevistador, pois caso contrário, demonstrará falta de respeito e educação.

Deixe que o entrevistador termine suas frases para que então possa responder ou complementar algo.

Saiba o que você pode falar em uma entrevista de emprego.

5. Como expor o que é essencial

Quando for questionado sobre suas experiências profissionais, comece do macro para o micro, demonstrando ser uma pessoa com um raciocínio objetivo e claro.  Ao fazer a sua exposição, seja conciso, não fique delongando e fale de forma pausada.

Há entrevistas em que não se sabe o tempo total de duração e com isso, é preciso ponderar ou estimar o tempo que o entrevistador dispõe para ouví-lo. Se possível, questione o tempo que durará a entrevista para se organizar e expor o que é necessário.

Em relação a gesticulação durante a entrevista, é preciso saber que gesticular não é algo prejudicial, mas sim, pode demonstrar que está sendo natural naquele momento.

Gesticule se esta for a sua forma natural de agir, mas tenha cuidado com exageros.

6. Linguagem corporal

O corpo do ser humano demonstra inúmeras reações que muitas vezes não são percebidas. Inclusive, há livros e estudos que tratam sobre o falar do corpo.

É preciso analisar a sua linguagem corporal e isso pode ser feito por meio de uma gravação ao simular uma entrevista, seja por meio do Skype ou WhatsApp, por exemplo.

Uma das formas de demonstrar nervosismo é por meio do tic nervoso, franzimento da testa, morder dos lábios: estas são algumas das linguagens corporais mais comuns em uma entrevista.

E como fazer para que haja uma linguagem corporal positiva?  Primeiramente, é preciso ter calma e pensar de forma positiva, ou seja, que tem condições de ser empregado, pois possui as qualificações necessárias para o desempenho daquela função.  É essencial ter autoconfiança e autoestima.

7. Questionamentos ao entrevistador

Algumas pessoas ficam na dúvida se devem fazer questionamentos referente ao trabalho para o entrevistador.

Perguntas sobre a vaga, como quais são os desafios a serem enfrentados, se é uma nova vaga na empresa ou uma simples recolocação, quantas etapas são esperadas até a finalização do processo seletivo, são permitidas.

Evite perguntar sobre o salário, se sequer sabe se foi aprovado para a função, mas esteja preparado para responder as suas pretensões salariais se for questionado. Neste quesito, o ideal é ter cautela e seguir a intuição para perguntar no momento certo e na etapa correta da seleção.

veja também:
Crenças limitantes: o que são, como lidar e conheça as mais comuns

Pesquise sobre a empresa e evite perguntas básicas como o ramo de atuação da empresa e informações públicas que podem ser facilmente encontradas.

É inaceitável perguntar ao entrevistador se ele gostou do seu perfil e se você foi bem na entrevista, demonstrando falta de autoconfiança.

8. Término da entrevista

Como dito anteriormente, espere sempre o entrevistador terminar suas frases e será ele o responsável por finalizar a entrevista.

Cumprimente o entrevistador da mesma forma da entrada, ou seja, olhando nos olhos e com um aperto de mão.  Agradeça pela oportunidade concedida.

Ao sair da sala, ande com uma postura padrão e de forma calma. Não bata de forma alguma a porta e não olhe para trás, a não ser que seja requisitado.

O que não se deve fazer em uma entrevista de emprego

1. Não chegue atrasado

Imprevistos acontecem, porém, o ideal é jamais chegar atrasado em qualquer entrevista, mas se isso acontecer, avise imediatamente.

O ideal é chegar antes do horário determinado, justamente para que não apareça na recepção cansado ou até mesmo sem fôlego.  Como tratamos anteriormente, a aparência é tudo.

2. Jamais trate as pessoas com descaso

Esta regra vale para todas as pessoas que encontramos, não somente no local da entrevista.  Portanto, seja cordial com todos.

3. Nunca esquecer nomes

Não se esqueça dos nomes das pessoas com as quais falou durante a entrevista, seja com o empregador ou com a recepcionista.  Até porque, se houver a necessidade de comparecer em uma segunda etapa, é bom se lembrar dos nomes dos entrevistadores.

4. Ficar impaciente

Muitos entrevistadores possuem o costume de fazer alguns questionamentos mais difíceis ou até mesmo demonstrar discordância do seu ponto de vista.

Neste momento, não demonstre qualquer insatisfação ou impaciência e tenha sempre em mente, que cada um tem uma opinião e que se não souber responder um questionamento difícil, mantenha a calma e diga que não sabe.

5. Não mentir

Esta dica é primordial para todos os momentos da vida, e não seria diferente em uma entrevista de emprego.

Jamais minta em uma entrevista: se você entender que as funções a serem desempenhadas naquele cargo não são compatíveis com as suas pretensões, exponha isso, pois caso contrário, terá problemas futuramente ao aceitar uma função que não atende ao seu perfil.

O mesmo vale para experiências, habilidades e formações no currículo, afinal, você terá que comprová-las no dia a dia do trabalho. É fundamental elaborar um currículo com informações verídicas e consistentes.