Crenças limitantes: o que são, como lidar e conheça as mais comuns

Você sabe o que são crenças limitantes? Sabe se possui alguma? Aqui, você aprenderá este conceito, poderá conhecer as suas e aprender a lidar com elas, rompendo qualquer barreira que desejar, de forma a ser mais bem-sucedido em qualquer área de sua vida. Quer saber mais? Então leia este artigo e fique por dentro!

Crenças limitantes: qual o significado?

Crenças limitantes são opiniões que tomamos como fato e que nos impede de conquistar algo ou até executar tarefas aparentemente simples. Elas representam todas as ideias que vivemos ou ouvimos ao longo da vida e que absorvemos como uma verdade absoluta, e que acabam se tornando pedras no caminho rumo ao sucesso, seja ele pessoal ou profissional.

Crenças limitantes na psicologia

Antes de nos aprofundarmos no tema crença limitante, vamos entender melhor o conceito de crença. Na Psicologia Cognitivo-Comportamental, desde a infância desenvolvemos ideias sobre o mundo e sobre nós mesmos. Estas ideias podem ser positivas ou negativas, e é comum que representem uma visão distorcida da realidade. A estas ideias, a Psicologia dá o nome de crenças.

Na programação Neurolinguística (PNL), são chamadas de crenças limitantes aquelas negativas, que impedem o indivíduo de trilhar o caminho para o sucesso. Para superar as crenças limitantes, coachingé um caminho. Mas conhecendo melhor o assunto, você já pode superá-las por si só.

As crenças possuem basicamente três categorias. Para lidar com aquelas que desejamos mudar, precisamos entendê-las melhor. Veja:

Crenças hereditárias

As crenças hereditárias são a herança dos registros criados pelos pais e familiares, desde a tenra infância. Elas são positivas ou negativas, e podem ser reforçadas na vida adulta. Se, por exemplo, uma criança é muito elogiada pelos pais e professores pela habilidade com números, por exemplo, a pessoa pode sentir-se estimulada a se desenvolver mais nessa área, até seguir carreira, se desejar.

Já o contrário, caso seja tomado como verdade pelo indivíduo, pode ser a receita do fracasso na área, se tornando assim uma crença limitante, como “Eu não sou bom com números”.

Crenças sociais

As crenças sociais são parte da cultura enraizada em uma sociedade, e reproduzida pela mídia e nosso círculo de convívio. Um muito comum é que só gente magra é bonita. Isso pode levar uma pessoa a ser insatisfeita com sua aparência caso não se sinta dentro dos padrões desta crença social, que não retrata uma verdade absoluta, e sim uma ideia instalada culturalmente.

Crenças pessoais

As crenças pessoais são criadas a partir das experiências do indivíduo. Elas podem sofrer influência das anteriores, mas se torna uma crença pessoal a partir do momento que, ao vivenciar uma experiência, a pessoa toma aquela única experiência como verdade absoluta. Por exemplo, uma pessoa que não passou o exame de volante, ao tentar tirar sua primeira habilitação, pode acreditar que nunca vai conseguir dirigir. Se esta única experiência for absorvida como uma verdade absoluta, este indivíduo terá desenvolvido uma crença limitante em relação a incapacidade de dirigir.

Frases mais comuns sobre crenças limitantes

Neste ponto, caso você não tenha se identificado com nenhum dos apontamentos anteriores, talvez você até acredite não possuir nenhuma crença limitante. Mas elas estão tão presentes em nossas vidas que em uma breve conversa pessoal, “soltamos” algumas sem nos darmos conta. Reconhecê-las é o primeiro passo para superá-las. Pensando nisso, trouxemos uma lista de crenças limitantescom alguns exemplos muito comuns:

  • Eu não consigo aprender a… (qualquer habilidade que pode ser desenvolvida).
  • Não consigo emagrecer.
  • Sou muito velho/a para isso.
  • Não consigo um emprego por causa da crise.
  • Não tenho tempo.
  • Não levo jeito para isso.
  • Não tenho dinheiro para nada.
  • Não sou bom/boa o suficiente.
  • Nunca vou conseguir alcançar meu sonho.
  • Só ganha dinheiro de verdade quem faz coisa errada.
  • Eu nunca vou encontrar alguém, vou morrer sozinho/a.
veja também:
6 dicas cruciais para se dar bem na entrevista de emprego

Estes são só alguns exemplos, mas a lista é infinita. Agora, o que fazer com estas crenças? Na verdade, como dito anteriormente, o primeiro passo é reconhecer nossas crenças limitantes. A partir desta percepção, poderemos trabalhar para dar a elas um novo significado, ou seja, ressignificá-las. Mas como? Confira a seguir.

Como identificar minhas crenças limitantes?

Uma das formas de “desmascarar” uma crença limitante é analisar se ela tem um porquê coerente. Basta, após uma crença, responder com um porquê. Peguemos um exemplo: uma pessoa diz que não consegue aprender a falar inglês. Basta esta pessoa responder: eu não consigo aprender a falar inglês porque… Existe um fundamento? Muito provavelmente não. E falar que tentou uma vez não é resposta plausível. Afinal, o que seria de nós se Thomas Edison não tivesse insistido 1.200 vezes até conseguir finalmente inventar a lâmpada?

Por que temos tantas crenças limitantes?

Porque temos crenças limitantes

As crenças limitantes podem servir como desculpa para que o indivíduo não saia de sua zona de conforto. Até porque, como o nome já diz, é confortável ficar onde está. Mas permanecer nela não nos levará a lugar algum.

Às vezes, as crenças limitantes são reforçadas por baixa autoestima, que pode ter sido influenciada por diversos meios, como vimos lá no começo. Veja quais são as fontes mais comuns de crenças limitantes:

1. Desculpa

Como abordado anteriormente, a crença limitante pode servir apenas como forma de manter-se na zona de conforto. Acreditar, por exemplo, que não consegue emagrecer, pode levar o indivíduo a não controlar a alimentação de forma saudável e não se exercitar.

2. Experiência prévia negativa

Ter passado por uma experiência negativa pode dar uma balançada na autoconfiança, mas essa experiência só irá derrubá-lo se você permitir. Persista.

3. Medo

O medo pode ser um mecanismo de autopreservação, mas que pode ser extremamente limitante, dependendo do contexto. Exemplos: falar em público ou andar de avião.

4. Círculo social

Assim como as crenças hereditárias, as experiências das pessoas ao nosso redor podem nos influenciar, se assim permitimos.

5. Religião

Algumas coisas que são consideradas “pecado” em determinadas religiões podem se tornar crenças limitantes para o indivíduo, como por exemplo assumir a homossexualidade.

Como eliminar as crenças limitantes

Veja que interessante: quando insistimos em uma crença limitante e somos bem-sucedidos, estamos criando novas crenças, desta vez positivas! Ao conseguir eliminar uma barreira de uma crença limitante, podemos criar uma crença fortalecedora, ou seja, uma que irá nos impulsionar rumo ao sucesso.

veja também:
Turnover: o que é, causas e como reduzir na sua empresa

Como vimos acima, as crenças limitantes não possuem um porquê. Para superá-las, podemos mudar a pergunta: como?

Então tomaremos mais um exemplo: alguém com crenças limitantes de relacionamentos: “Eu serei sempre sozinho”. Se esta pessoa deseja mudar esta situação, a pergunta é: como encontrar alguém? Obviamente, manter-se isolado em casa não será o caminho. Então, pense em estratégias para conhecer pessoas. Cumprimente seu vizinho, puxe um diálogo breve na fila ou no elevador, frequentes espaços sociais, abra-se para as oportunidades.

Se a crença limitante estiver ligada a aprendizagem, é importante considerar que há diferentes caminhos para aprender. O que não faltam hoje em dia são ideias e recursos, inclusive disponíveis na internet, para aprendizagem.

A respeito do inglês, por exemplo: se não deu certo aprender através de determinado método, busque outros. Busque praticar com estímulos que chamem sua atenção, seja através de música, filmes e séries, leitura, enfim. E analise se você está realmente se dedicando a esta aprendizagem. Lembre-se: saia da zona de conforto, desafie-se!

Crenças limitantes e crenças fortalecedoras

Crenças limitadoras

Agora que você provavelmente já reconheceu alguma de suas crenças limitantes, busque criar crenças positivas, ou seja, crenças fortalecedoras. Observe aquilo em que se dá bem ou qualidades pessoais e olhe para elas de forma positiva, mostrando a si mesmo seu potencial.

Além disso, enfrente uma crença limitante década vez, supere-a e transforme-se em um casede sucesso!

Programe sua mente para trabalhar a seu favor. Além disso, seja alguém que contribua com aqueles ao seu redor, estimulando os demais a superarem suas crenças limitantes. Cada um de nós pode contribuir para ser um influenciador de crenças fortalecedoras.

Supere suas crenças limitantes

Aqui, você conheceu mais sobre o que são crenças limitantes, seus tipos e como surgem. Aprendeu algumas crenças limitantes comuns e conheceu alguns exemplos. Você leu também sobre como enfrentar as crenças limitantes e criar crenças fortalecedoras. Agora, use este conhecimento para tornar-se bem-sucedido, seja na vida pessoal ou profissional.

Este conteúdo foi útil para você? Então o compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a superarem suas crenças limitantes. Continue em nossa página e conheça outros artigos como este. Até a próxima e sucesso!