Ergonomia no trabalho: o que é e os principais benefícios

A ergonomia vem ganhando relevância dentro das empresas porque elas perceberam que os resultados positivos só aparecem quando proporcionam um ambiente saudável para seus colaboradores produzirem mais e melhor.

O Ministério do Trabalho e Emprego regula por meio da NR 17 todas as empresas. O objetivo é fiscalizar e garantir a integridade do trabalhador no exercício da sua função.

As empresas precisam fazer uso de móveis apropriados enquanto que o trabalhador deve seguir algumas recomendações e práticas com o objetivo de evitar lesões e proporcionar melhores condições para exercer a sua atividade.
Nesse artigo trataremos sobre esse assunto para ajudar empresa e empregado a fazer uso adequado da ergonomia no ambiente de trabalho.

O que é ergonomia?

É a ciência que faz o estudo da relação entre o homem e a execução do seu trabalho e promove a interação, de forma adequada, entre homens e máquinas. Sua origem vem da palavra grega ergon que significa “trabalho” e da palavra nomos que quer dizer “leis ou normas”.

A ergonomia tem como objetivo criar e aplicar técnicas para o trabalhador se adaptar ao ambiente de trabalho sem prejudicar a sua saúde, contudo, aumentando a sua produtividade.
Dois temas são bastante difundidos dentro da ergonomia que são a segurança no trabalho e a prevenção de acidentes de trabalho. Os dois trabalham juntos para estabelecer locais adequados para o colaborador exercer as suas atividades diárias, além de usar métodos laborais que facilitam o dia a dia do funcionário.

O estudo da ergonomia pode ser dividido em três campos:

  1. Ergonomia física ― relacionado a aspectos físicos do trabalhador, avaliando a suapostura, movimentos repetitivos e como faz o manuseio dos materiais. Tem o objetivo de identificar se o colaborador pode adquirir LER/DORT no local de trabalho.
  2. Ergonomia cognitiva ― está focado nos fatores mentais que influenciam na atividade laboral. Fatores como percepção, memória, raciocínio e resposta motora podem afetar a interação entre trabalhador e a sua atividade.
  3. Ergonomia organizacional ― procura melhorar a organização produtiva do trabalho. O estudo está voltado para as estruturas organizacionais, políticas e processos produtivos.

Quais são os benefícios e vantagens da ergonomia no trabalho?

Quando a ergonomia é bem aplicada no ambiente de trabalho, proporciona benefícios tanto para o funcionário quanto para a empresa. Listamos algumas delas. Acompanhe!

Benefícios e vantagens da ergonomia para o colaborador

1. Proporciona melhoria na postura e prevenção de doenças ocupacionais

Ao sentar corretamente na cadeira, trabalhar com o monitor na altura correta, posicionar braços e pernas na direção certa, evitam lesões mais graves e doenças adquiridas com movimentos repetitivos e má postura, como LER e DORT.

2. Permite mais flexibilidade para o corpo e melhora o condicionamento físico

Alongar ajuda a melhorar os músculos e as articulações, proporciona mais flexibilidade para o corpo, aumentando a força muscular. Além de prevenir lesões e favorecer maior resistência para o colaborador.

3. Reduz o cansaço e o estresse

Os exercícios ergonômicos ajudam a relaxar o corpo e amenizar o cansaço do trabalho. Com isso, o colaborador fica mais leve e menos estressado.

Benefícios e vantagens da ergonomia para as empresas

1. Diminui as faltas e atestados

É de responsabilidade da empresa contribuir para a saúde e o bem-estar do funcionário enquanto ele estiver no ambiente de trabalho. Ao fazer uso das técnicas ergonômicas nos colaboradores e de equipamentos adequados, há uma diminuição no número de faltas e atestados.

veja também:
Por que devemos te contratar? Como responder a pergunta na entrevista

2. Valoriza o profissional

Quando a empresa se preocupa com o bem-estar do seu colaborador ao oferecer o suporte para ele exercer com segurança a sua atividade, o funcionário sente-se valorizado.

3. Melhora a produtividade dos funcionários

Oferecer ferramentas de trabalho adequadas, investir em equipamentos ergonômicos e estimular a prática da ginástica laboral entre os colaboradores, faz com que eles se sintam motivados a trabalhar e produzir mais.

Quais as principais dicas ou posições que os colaboradores devem fazer uso em suas atividades?

Ergonomia cadeira

  1. Use uma cadeira que tenha suporte para a costa e evite sentar de forma a colocar todo o peso corporal mais para um lado do que para o outro. Certifique-se que o peso dos seus braços sejam suportados em todos os momentos;
  2. Coloque a sua cadeira o mais próximo possível da sua estação de trabalho para não fazer esforço;
  3. Observe a posição da sua cabeça e tente manter o peso dela acima do pescoço. Não leve a cabeça e o pescoço para a frente, mantenha eles eretos;
  4. Evite girar ou inclinar o tronco ou pescoço quando estiver trabalhando. Os objetos que você usa com frequência, devem estar ao seu alcance para pegá-los quando for necessário;
  5. Os pés não podem ficar pendurados enquanto você estiver sentado. Mantenha-os apoiados no chão. Se eles não chegam confortavelmente até o chão, você fará pressão nas costas e pernas. Nesse caso, o ideal é usar um apoio para colocar os pés ou abaixar o teclado e a cadeira;
  6. Mantenha boa postura quando usar o teclado, portanto, seus ombros precisam ficar relaxados com os cotovelos junto ao corpo. Evite apoiar os seus cotovelos na mesa. Se necessário, use pequenas almofadas;
  7. Movimente os braços sobre o teclado e deixe os pulsos retos, pois eles servirão de apoio enquanto você estiver digitando;
  8. Não deixe os cotovelos como apoio sobre a mesa, evitando forçar os pulsos para cima, para baixo e para os lados. Com esse movimento, você previne a LER;
  9. Relaxe os dedos e as articulações enquanto digita;
  10. Trabalhe em ritmo normal, sem fazer mais do que você pode;
  11. Faça intervalos frequentes durante o dia. Levante e faça alongamentos para ajudar ocorpo a relaxar. Essas pausas podem ser a cada 25 minutos de trabalho durando em torno de cinco minutos e a cada duas horas, estique para 30 minutos de intervalo;
  12. Tente diminuir os movimentos repetitivos utilizando atalhos em seu teclado ou alguns programas especiais. O importante é reduzir o uso do mouse;
  13. Procure equilibrar as suas tarefas diárias para não permanecer em apenas uma posição. Pela manhã, faça o uso do computador. Pela tarde, se concentre em outras atividades diferentes, se a sua função permitir;
  14. Ao digitar, concentre-se no que você está fazendo. Evite pegar lápis ou caneta ao mesmo tempo;
  15. As suas mãos devem estar relaxadas enquanto digita. Não faça força nos teclados, deslize os dedos suavemente;
  16. Desvie os olhos, de vez em quando, para objetos diferentes enquanto digita;
  17. Use um apoio para colocar o teclado e outro para o mouse. Dessa forma, você faráuso deles corretamente;
  18. Nunca fale ao telefone com o aparelho preso entre o pescoço e a orelha. Você podesofrer alguma distorção. Portanto, se você tem esse hábito, trate de eliminá-lo;
  19. O monitor do computador deve ficar diretamente à sua frente. Regule o brilho delepara não ofuscar a sua vista, assim como o reflexo das janelas e a luminosidadeexcessiva de outras fontes de iluminação;
  20. Mantenha uma distância considerável do monitor para evitar uma tensão ocular;
  21. Pratique atividades físicas regularmente. Com os exercícios, além de manter a formafísica, você aumentará a resistência cardiovascular e diminuirá a tensão dosmúsculos;
  22. Somente faça uso de medicamentos e outros equipamentos ortopédicos comrecomendação médica;
  23. Ao apresentar sintomas relacionados a sua atividade de trabalho, procure imediatamente um médico para receber melhores orientações. Ao ser logo diagnosticado, você previne as complicações futuras.
veja também:
40 frases de empreendedorismo que vão estimular seu lado empreendedor

Sobre a NR 17

É a norma regulamentadora referente ao exercício da ergonomia no ambiente de trabalho. Ela tem como objetivo determinar os critérios que devem ser adotados nas empresas para oferecer melhores condições de trabalho ao exercício das atividades diárias do colaborador. A NR 17 preza pelo conforto, a prevenção de lesões e o aumento da produtividade do funcionário, pois as doenças laborativas estão relacionadas ao risco ergonômico que estão presentes em algumas empresas.

Para a organização é importante seguir a norma para evitar acidentes de trabalho e custos operacionais, além de proporcionar um ambiente mais saudável para seus colaboradores. Funcionários com saúde e motivados, produzem mais e geram mais resultados para a empresa.

Como a NR 17 é uma norma que regula empregados e empresas, quem não cumprí-la pode sofrer graves consequências. Conheça algumas delas de acordo com as informações encontradas dentro da NR 17:

Descumprimento pelo empregador

Caso seja constatada alguma irregularidade durante a fiscalização nas empresas, estas sofrerão notificação específica e será estipulado o prazo de 1 a 60 dias para que sejam realizadas as correções. Decorrido o prazo da notificação, será realizada uma nova inspeção e se houver a continuidade da irregularidade, inicia-se o procedimento para aplicação de multa à empresa. Esta poderá responder processo perante a justiça do trabalho.

Descumprimento pelo empregado

No caso de recusa do empregado ao cumprimento da NR 17, é caracterizado o ato faltoso e está suscetível às penalidades previstas na legislação, podendo chegar a ser demitido por justa causa.

Entender a importância da ergonomia no uso das atividades laborais é valorizar o esforço do trabalhador. Aplicá-las é está cumprindo com as normas reguladoras, além de proporcionar o bem-estar de todos. É facilitar o relacionamento entre empregado e empregador.