Folha de aprovação ABNT: saiba como estruturá-la corretamente

Formatar um trabalho acadêmico pode ser uma verdadeira dor de cabeça, especialmente quando estamos mais próximos da entrega e apresentação final. Afinal, finalizar uma monografia, dissertação ou tese pode significar também que você está mais próximo de conseguir o seu tão sonhado diploma!

É por isso que os inúmeros detalhes das normas de formatação podem se tornar um pesadelo, especialmente se você nunca realizou um trabalho assim. A folha de aprovação é um destes detalhes que parecem estranhos, mas que na verdade é muito simples de ser feita. Neste artigo, vamos te mostrar quais são os elementos principais de uma folha de rosto a partir das normas de ABNT que vão te ajudar a montar a sua sem problemas. Confira!

O que é a folha de aprovação?

A folha de aprovação é um dos elementos pré-textuais obrigatórios em trabalhos acadêmicos de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Nela, consta o termo de aprovação do trabalho acadêmico, um comprovante de que a pesquisa foi apresentada e avaliada positivamente pelos professores membros da banca.

Extremamente importante, esta folha é uma comprovação de que você finalizou o trabalho final necessário para a obtenção da titulação do curso.

Dessa forma, a folha de aprovação contém informações básicas sobre o trabalho desenvolvido (como a sua finalidade, autoria, orientação, instituição de origem) e quais foram os professores avaliadores deste trabalho.

O que a folha de aprovação deve conter e como formatá-la?

Confira a seguir quais são as informações que devem constar na folha de aprovação no padrão ABNT e qual formatação utilizar:

a) Nome do autor: deve ser centralizado na página e escrito em caixa alta, com fonte de tamanho 12;

b) Título e subtítulo do trabalho: também em caixa alta e centralizado, o título deve ser digitado em tamanho 14 e destacado em negrito. Já o subtítulo, se houver, também deve ser escrito em tamanho 14, mas sem negrito ou caixa alta;

c) Natureza do trabalho: deve possuir recuo de 8 cm a partir da esquerda, espaçamento simples e fonte tamanho 10. A sua estrutura deve incluir:

  • Tipo do trabalho (monografia, dissertação ou tese);
  • Objetivo do trabalho (título de bacharel, especialista, mestre ou doutor);
  • Curso, departamento e instituição onde o trabalho foi submetido;
  • Área de concentração do trabalho;
  • Nome do orientador e co-orientador (se houver).

d) Local e data de aprovação: Separado por uma linha de distância da natureza do trabalho, esta seção também deve ter um recuo de 8 cm a partir da esquerda, espaçamento simples e fonte tamanho 10;

e) Identificação dos componentes da banca: deve ser centralizado na página e escrito com fonte tamanho 12. A estrutura deve conter:

  • Espaço para assinatura;
  • Titulação e nome do professor(a) que integra a banca;
  • Instituição de origem do componente da banca.

Fique atento ao modelo solicitado pela instituição de ensino!

Embora a ABNT descreva o que é e o que deve conter a folha de aprovação, o modelo permite que as instituições de ensino apontem pequenas mudanças nas suas normas de envio de trabalhos acadêmicos. Por isso, é muito importante ficar atento e buscar no site da biblioteca da sua universidade se existe alguma informação que deve ser inserida ou excluída na folha de rosto.

E depois da defesa?

Outro ponto que vai depender das normas da universidade é o que fazer com com a folha de rosto após a apresentação ou defesa do trabalho. Tradicionalmente, o aluno deve imprimir e encadernar uma cópia do trabalho para enviar à biblioteca da instituição, para que a pesquisa acadêmica fique disponível para consulta. Nesta cópia, os professores que compõem a banca e o orientador devem assinar e informar a data de aprovação (em alguns casos também se inclui a nota final).

Com a digitalização das duas últimas décadas, uma versão digital também tem sido pedida para os alunos, ficando disponível na base de dados digitais das bibliotecas. No entanto, muitas universidades estão aceitando somente a versão virtual.

Nestes casos, a folha de aprovação continua sendo importante e deve estar na versão final do trabalho assinada pelos membros banca avaliadora. Por isso, no dia da apresentação final, é necessário imprimir a folha e, após a aprovação, apresentá-la para que seja assinado pelos responsáveis.

Depois é só digitalizá-la e inserí-la no arquivo digital que será encaminhado para a biblioteca da universidade.

Esperamos ter tirado todas as suas dúvidas sobre a importância e os modelos de folhas de aprovação para que você possa montar a sua com mais tranquilidade e sem erros!