Conheça as 25 melhores faculdades de arquitetura do Brasil

Se seu sonho é cursar graduação em Arquitetura e Urbanismo, o próximo passo é escolher em quais faculdades vai concorrer à vaga. Para ajudar em sua escolha, trouxemos uma lista com os 15 melhores cursos de Arquitetura e Urbanismo no Brasil, distribuído entre faculdades públicas e privadas em diversas regiões do país.

A lista apresentada a seguir foi baseada noRanking Universitário Folha (RUF) 2018, que é uma avaliação anual de 196 faculdades brasileiras, públicas e privadas. O ranking é feito a partir de dados coletados pela Folha e pesquisas do Datafolha, além de indicadores do SciELO, Censo da Educação Superior Superior do Inep-MEC, Capes, Enade, , Web of Science, Inpi, CNPq e fundações estaduais de fomento à ciência.

Dentre todas as faculdades avaliadas, as seis primeiras posições são ocupadas por faculdades públicas, e cinco faculdades privadas estão no Top 15. Confira.

1. Universidade de São Paulo

FAU USP

A Universidade de São Paulo (USP), que já é bastante concorrida entre as faculdades de arquitetura em SP, está na lista das melhores faculdades de arquitetura do Brasil 2018, ocupando o primeiro lugar no RUF.

Dividido por categoria, o curso de Arquitetura e Urbanismo da USP se mantém em primeiro lugar nos quesitos avaliação do mercado, qualidade de ensino, professores com dedicação integral e parcial e avaliação dos docentes. Os cursos de Mestrado e Doutorado ocupam a segunda posição no ranking.

A USP ocupa ainda a 28ª posição entre as melhores faculdades de arquitetura do mundo, de acordo com o QS World University Ranking. A graduação é ministrada em período integral e tem 5 anos de duração.

2. Universidade Federal de Minas Gerais

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) está entre as melhores faculdades de arquitetura de 2018no Brasil e ocupa o segundo lugar no ranking dos melhores cursos de Arquitetura e Urbanismo. Era a líder no topo da lista das melhores faculdades de arquitetura do Brasil 2017, mas este ano perdeu para a USP.

O curso ganhou a primeira posição, empatado com algumas outras faculdades, nos quesitos avaliação de mercado e professores com dedicação integral e parcial. Ocupa o segundo lugar em qualidade de ensino e avaliação dos docentes, e 14ª posição em Mestrado e Doutorado.

A graduação é diurna ou noturna, com no mínimo 5 anos de duração.

3. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) ocupa o terceiro lugar da lista dos melhores cursos de Arquitetura e Urbanismo no Brasil. Nas subáreas analisadas, ficou empatada em primeiro lugar no ranking de professores com dedicação integral e parcial. Está em terceiro lugar em qualidade de ensino e quarta posição em avaliação do mercado e dos docentes. Em Doutorado e Mestrado, ocupa o 13º lugar.

O curso é em período integral com pelo menos 5 anos de graduação.

4. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Universidade federal do rio de janeiro

Entre as melhores faculdades de arquitetura RJ, A quarta posição da RUF entre os melhores cursos de Arquitetura e Urbanismo do país é ocupada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo) da UFRJ conta também com o Programa de Pós-Graduação em Urbanismo (PROURB), com opções de mestrado profissional em Arquitetura Paisagística e mestrado e doutorado em Urbanismo.

A UFRJ está empatada em primeiro lugar no ranking de professores com dedicação integral e parcial, em segundo lugar em avaliação dos docentes, quarto lugar em avaliação do mercado e qualidade de ensino e 15º lugar em Doutorado e Mestrado.

O curso é em período integral com pelo menos 5 anos de graduação.

5. Universidade de Brasília (UNB)

A quinta posição no ranking é ocupada pela Universidade de Brasília (UNB). Ela está empatada em primeiro lugar no ranking de professores com dedicação integral e parcial, quinto lugar em qualidade de ensino e sétimo em avaliação do mercado e dos docentes. Em Doutorado e Mestrado, ocupa a 18ª posição.

A graduação ocorre em meio período (diurno ou noturno) e o curso possui 10 semestres, que podem ser realizados em um período de 9 a 18 semestres.

6. Universidade Federal do Paraná (UFPR)

UFPR

Em sexto lugar está a Universidade Federal do Paraná (UFPR), que ocupa o primeiro lugar no ranking de professores com dedicação integral e parcial, sexto lugar em qualidade de ensino, sétimo lugar em avaliação do mercado e oitavo lugar em avaliação dos docentes.

veja também:
Bacharelado: saiba o que é e as diferenças entre licenciatura

O CAU (Curso de Arquitetura e Urbanismo) da UFPR foi fundado em 1962. Com o curso sediado em Curitiba, uma vantagem é a riqueza de obras de arquitetura e urbanismo na cidade, além de alto reconhecimento da profissão no estado.

A UFPR oferece também o Programa de Pós-graduação em Planejamento Urbano – PPU, que tem como objetivo capacitar pesquisadores e profissionais de formações diversas frente ao planejamento urbano.

O curso tem 5 anos de duração, com aulas no período da manhã ou tarde.

7. Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE)

O sétimo lugar do ranking é também o primeiro lugar entre as melhores faculdades particulares de arquitetura do Brasil. O Mackenzie ocupa a primeira posição em avaliação do mercado, quarta posição em avaliação dos docentes, oitava em qualidade de ensino, 41ª em Doutorado e Mestrado e 251ª em professores com dedicação integral e parcial.

As mensalidades estão em R$ 3.186,00, mas é possível também pleitear uma bolsa de estudos através do Prouni ou do Bolsa Filantrópica.

A Mackenzie possui unidades distribuídas pelo Brasil, mais especificamente em:

  • São Paulo (SP);
  • Barueri (SP);
  • Campinas (SP);
  • Rio de Janeiro (RJ);
  • Brasília (DF);
  • Palmas (TO).

O curso tem mais de 100 anos de tradição e tem duração de 5 anos, nos períodos da manhã, tarde ou noite. São oferecidos também cursos livres, extensão e pós-graduação na área.

8. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

UFSC

O oitavo lugar é ocupado por uma das melhores faculdades de arquitetura em SC: a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Elaocupa o primeiro lugar no ranking de professores com dedicação integral e parcial, sétimo lugar em avaliação de mercado e qualidade de ensino, oitavo lugar em avaliação dos docentes e 12º lugar em Mestrado e Doutorado.

A grade curricular do curso da UFSC é 80% de Arquitetura e Urbanismo e os outros 20% é complementado com disciplinas do Departamento de Engenharia Civil. O curso tem 4 anos de graduação em período integral. A universidade oferece também Mestrado e Doutorado na área.

9. Universidade Federal da Bahia (UFBA)

A Universidade Federal da Bahia (UFBA) ocupa a nona posição no ranking da RUF. Ela ocupa o primeiro lugar no ranking de professores com dedicação integral e parcial, sétimo lugar em avaliação do mercado, décimo lugar em avalição dos docentes, 13º em qualidade de ensino e 89º em Doutorado e Mestrado, isto porque oferta apenas curso de extensão na área, além da graduação.

A história do curso de Arquitetura da UFBA nasceu em 1877 junto da fundação a Academia de Belas Artes, fundado por Miguel Navarro Canizares. A Faculdade separou-se da Escola de Belas Artes em 1959, e apenas em 1965 a faculdade de Arquitetura da UFBA passou a ter sua própria sede.

A graduação da UFBA tem 4 anos de duração com aulas diurnas ou noturnas.

10. Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

UNISINOS

A Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) é a décima da lista entre os melhores cursos de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, e a segunda entre as faculdades particulares. Ocupa o sétimo lugar em avaliação de mercado, décimo em avaliação dos docentes, 15º em qualidade de ensino, 91º em Doutorado e Mestrado e 93º em professores com dedicação integral ou parcial.

O curso tem 5 anos de duração, com aulas pela manhã ou noite. Em um semestre com seis disciplinas, a mensalidade sai R$ 2.624,72. É possível ainda ingressar pelo Prouni ou os outros programas de bolsas da universidade.

11. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

A Unicamp ocupa a 11ª posição no ranking, e o primeiro lugar no ranking da subárea de professores com dedicação integral e parcial, quarto lugar em Doutorado e Mestrado e avaliação dos docentes, 11º em qualidade de ensino e 21º em avaliação do mercado.

O curso de Arquitetura e Urbanismo na Unicamp é recente: nasceu em 1999, e a primeira turma em 2004. As aulas são noturnas e algumas disciplinas eletivas aos sábados, mas exigem dedicação integral do aluno para o desenvolvimento de trabalhos e atividades extracurriculares. O curso totaliza pelo menos 5 anos para a graduação.

veja também:
Faculdade de nutrição: saiba mais sobre o curso

A Unicamp oferece ainda curso de mestrado e doutorado na área de Arquitetura, Tecnologia e Cidade.

12. Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Em 12º lugar está a Universidade Estadual de Londrina (UEL). Criado em 1978, o curso de Arquitetura e Urbanismo da UEL ocupa o primeiro lugar no ranking da subárea de professores com dedicação integral e parcial, 10º lugar em avaliação dos docentes, 12º em qualidade de ensino, 21º em avaliação do mercado e 24º em Doutorado e Mestrado.

O curso tem duração de pelo menos 5 anos e no máximo 9, com aulas em período integral.

13. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

PUC RS

A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) ocupa a 13ª posição no ranking e é a terceira entre as faculdades privadas. Ela ocupa o 7º lugar em avaliação do mercado, 10º em avaliação dos docentes, 17º em qualidade de ensino, 83º em Doutorado e Mestrado e 201º em Professores com dedicação integral e parcial.

O curso tem 5 anos de duração, com aulas no período da tarde ou noite. A primeira mensalidade sai R$ 2.897,65, e as demais, R$ 2.587,04. É possível também candidatar-se a um dos programas de bolsa.

14. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)

A Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) é a 14ª da lista. No quesito avaliação de docentes, ela ocupa o décimo lugar, e em mestrado e doutorado, 11º. Está em 14º lugar em qualidade de ensino e 150ª em professores com dedicação integral e parcial.

O curso, que foi fundado em 1984, funciona em período integral e tem 5 anos de duração mínima, e máxima de 9 anos.

15. Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMPINAS)

PUC Campinas

Em 15º lugar no ranking, a Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMPINAS) ocupa a 7ª posição em avaliação do mercado, 10ª em avaliação dos docentes, 18ª em qualidade de ensino, 59ª em mestrado e doutorado e 251ª em professores com dedicação integral ou parcial.

O curso pode ser realizado no período matutino ou vespertino e tem 5 anos de duração.

As mensalidades não são divulgadas, mas ultrapassam os R$ 1.500,00. O aluno pode também candidatar-se às bolsas ofertadas.

Algumas outras faculdades da lista

  1. Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) (privada)
  2. Universidade Federal Fluminense (UFF) (pública)
  3. Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) (pública)
  4. Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (FEBASP) (privada)
  5. Universidade Federal de Uberlândia (UFU) (pública)
  6. Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) (privada)
  7. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO) (privada)
  8. Centro Universitário Ritter dos Reis (UNIRITTER) (privada)
  9. Universidade Federal do Ceará (UFC) (pública)
  10. Universidade Federal de Goiás (UFG) (pública)

Outro meio de avaliar o curso de Arquitetura e Urbanismo de uma faculdade é consultando o site do Ministério da Educação (MEC). Entre no site e-MEC, clique em “Consulta Avançada”, “curso de graduação”, informe o nome da faculdade, estado e município. Digite o código de verificação e confira o resultado.

Neste artigo, você conheceu as faculdades com os melhores cursos de Arquitetura e Urbanismo, tanto públicas como privadas. Conheceu também sobre o valor de mensalidades no caso de faculdades particulares e tempo de duração do curso em cada uma.  Você aprendeu também como consultar a nota do curso em uma faculdade no site do MEC.