Mini currículo: o que é e como escrever o seu

Currículo é uma palavra derivada do latim Curriculum, que significa “caminho da vida”. Ou seja, refere-se às ações e trajetos que uma pessoa percorreu durante determinado momento da sua vida. Dessa forma, podemos definir currículo como um documento que lista o percurso de vida profissional e acadêmica de uma pessoa. Assim, um currículo tem como objetivo apresentar uma pessoa em determinada ocasião. 

É o caso, por exemplo, de um processo seletivo para uma vaga de emprego. Na abertura do processo, os recrutadores recebem currículos e analisam quais são os candidatos que se encaixam no perfil da vaga em questão. Os aprovados passam para a próxima fase e só então conseguem conhecer e se apresentar pessoalmente para os recrutadores. 

Mas o currículo não é usado só nessa situação. Da mesma forma, em processos seletivos para programas de pós-graduação e para concessão de bolsas de estudos (nacionais e internacionais) também exigem currículos para a análise dos candidatos.

Além disso, existem outras situações onde é necessário outro tipo de currículo. Por exemplo, você já deve ter lido um artigo em um blog ou reportagem em um jornal e, em algum lugar da página, viu o nome e uma pequena descrição do autor. Em revistas, a publicação de artigos também vem acompanhada de uma breve apresentação do autor. Ao passo que existem também sites de empregos que requerem uma pequena apresentação dos candidatos, disponibilizando um número limitado de caracteres para isso. Nesses três exemplos, chamamos essa apresentação de mini currículo. 

Nesse artigo, falaremos mais sobre o que é, onde utilizar e como escrever um mini currículo. Confira! 

Como escrever um mini currículo?

Trata-se de um texto breve e objetivo que funciona como apresentação acadêmica e profissional de uma pessoa. Embora um currículo tradicional já seja um documento com tamanho limitado (de preferência, com uma página), um mini currículo é ainda mais reduzido. As informações reduzem-se a somente um parágrafo! 

Mas como fazer uma apresentação consistente em somente um parágrafo? Essa é uma das maiores dificuldades de quem está elaborando um mini currículo pela primeira vez. 

A melhor forma de escrever um bom mini currículo é primeiramente, entender qual será o papel dele. Se trata de uma apresentação para um processo seletivo de emprego? Para uma publicação ou congresso acadêmico? Ou para um site ou blog? Entendendo melhor o contexto onde esse pequeno texto será publicado é a melhor maneira de saber o que escrever e como escrever. 

Por exemplo, quando se trata de uma publicação acadêmica, é fundamental informar sua formação, especificando suas áreas de interesse. Caso possua uma lista extensa Nesse sentido, aponte se faz parte de algum grupo de estudos, conselho editorial ou possui outro tipo de posição importante para informar no seu mini currículo. Se possível, também inclua um breve histórico das suas experiências profissionais. Caso sua formação ou experiências sejam extensas, informe somente as mais relevantes. 

Outro ponto importante é que deve-se adotar a terceira pessoa do singular na escrita, para denotar personalidade. Escreva de forma corrida, evitando listas e forme frases claras, objetivas e conectadas entre si. Além disso, não adicione informações pessoais como em um currículo tradicional. Todavia, se achar importante, escreva seu e-mail para contato no final do texto.

Resumindo…

  • Insira somente informações relevantes para o leitor;
  • Utilize a terceira pessoa do singular;
  • Faça um texto corrido, não recorra à listas ou tópicos;
  • Seja claro e objetivo na sua escrita; 
  • Sintetize as informações em um parágrafo só; e enfim
  • Não informe dados pessoais (exceto quando requerido). 

Exemplos de mini currículo que irão te ajudar a escrever o seu

Como você pode perceber acima, escrever um mini currículo é mais fácil do que parece. No entanto, muitas pessoas tem dúvidas ou se sentem inseguras para escrever o seu, principalmente quando estão elaborando esse tipo de texto pela primeira vez. Pensando nisso, trouxemos exemplos de mini currículos aplicados a diferentes situações. Assim, você poderá comparar e escrever o seu a partir de um dos modelos que selecionamos. Confira!

Mini currículo para palestrantes

Saber quem irá palestrar em um evento é muito importante para que as pessoas se interessem em participar. Assim, o mini currículo é uma parte importante da divulgação e abertura do evento, uma vez que identifica os especialistas que compõem a mesa de discussão. Nesse sentido, o mini currículo para palestrantes pode se alongar um pouco mais sobre a formação e a experiência profissional, sempre que for interessante para o tema do evento ou da mesa. 

Exemplo 1:

É pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas pelo Senac-SP. Graduada em Turismo e Hotelaria pela Universidade Fumec, em Minas Gerais. Atualmente é supervisora do Departamento de Hospitalidade do Hospital Sírio Libanês.

Exemplo 2:

Graduada em Administração, possui especialização em Gestão de Marketing pela UFJF e em Gestão da Liderança nos Processos de Produção. Atua como docente no SENAI/FIEMG desde 2010, ministrando aulas da área de Gestão para cursos de Administração e Logística e treinamentos para empresas nacionais e multinacionais de médio e grande porte. Atuou como professora universitária do Grupo UNIP, lecionando no curso superior de Administração. Atuou como Agente de Negócios pelo SENAI, atendendo à demanda de treinamentos de clientes.

Exemplo 3:

Graduada em Letras pela UFMG, Mestre em Língua Portuguesa pela PUC-MINAS e doutoranda em Estudos Linguísticos pela UFMG. Já atuou como professora e coordenadora do curso de Letras no Centro de Educação Integrada do Vale do São Francisco. Atua como tutora nas disciplinas Oficina de Leitura e Produção de Texto em Língua Portuguesa e Fundamentos de Libras na Faculdade de Letras da UFMG.

Mini currículo para publicação de artigo científico

Já os mini currículos para publicações costumam ter tamanho mais reduzido, idealmente com 3 linhas de duração. Isso acontece porque os mini currículos são geralmente incluídos nas notas de rodapé, onde não há espaço para se alongar na descrição. Então, insere-se somente a última titulação, filiação institucional e, se quiser, e-mail de contato. 

Exemplo 1:

Doutora pelo Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP – Campinas (SP) Brasil; Docente do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Jaguariúna (SP) Brasil.

Exemplo 2:

Graduada em Jornalismo pela UFG. Especialista em História Cultural. Membro do Projeto de Extensão “Construção do Real”, da Facomb – Universidade Federal de Goiás.

Exemplo 3:

Graduado em Ciências Econômicas pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, Mestre e Doutor em Economia Aplicada pela Escola Superior de Agronomia “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo, é Professor e Pesquisador no Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Campinas/SP, Brasil). E-mail: [email protected]

Mini currículo para publicação jornalística

Na versão digital dos principais veículos de imprensa, podemos conferir o mini currículo dos profissionais responsáveis pela redação de colunas e reportagens. Embora não exista um padrão para se escrever o mini currículo, é comum que os jornalistas informem sua formação e suas principais experiências profissionais. 

Exemplo 1:

Formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, cobre administração pública em Cotidiano. Antes, passou pelo jornal Agora, também do Grupo Folha.

Exemplo 2:

Repórter de polícia e Segurança Pública do Agora São Paulo desde 2018. Trabalha desde 2005 em redações de jornais diários paulistas do interior, da Grande SP e da capital.

Exemplo 3:

Formou-se em jornalismo pela Faculdade de Comunicação Cásper Líbero e em 2001 concluiu MBA em Finanças Corporativas pela Fipe-FEA. É repórter do Valor desde o início de 2007. Acompanha o mercado de capitais desde 2000. Trabalhou na Agência Estado de 2000 a 2007.

Por fim, note que um currículo para publicação jornalística traz informações completamente diferentes dos outros exemplos citados neste artigo. Embora a formação acadêmica seja importante, há uma atenção maior para os veículos de imprensa que o jornalista já trabalho. Ou seja, destaca-se a carreira do jornalista, mostrando que se trata de um profissional com vasta experiência e credibilidade. 

Conclusão

Nesse artigo, você viu quais elementos inserir, qual estrutura seguir e quais informações deixar de fora do seu mini currículo. Utilize as informações que demos aqui e adapte conforme às suas necessidades. E, claro, continue acompanhando nossos conteúdos para mais dicas que irão facilitar a sua vida acadêmica e profissional!