Nota de rodapé ABNT TCC: saiba como definir e veja exemplos

A nota de rodapé de um trabalho de conclusão de curso deve obedecer às normas da ABNT para ser considerada dentro da sua monografia. Muitos alunos têm bastante dificuldade para inseri-la em seu TCC.

Nesse artigo explicamos o que a nota de rodapé e como ela deve ser inserida no seu trabalho de conclusão de curso. Acompanhe cada detalhe para fazer a sua corretamente.

O que é a nota de rodapé ABNT TCC?

A nota de rodapé é de grande relevância na elaboração de seu trabalho de conclusão de curso. Seu objetivo é referenciar a fonte de uma determinada informação, garantindo assim, mais credibilidade e embasamento teórico ao seu trabalho.

Para realizar sua monografia, você vai precisar inserir várias referências bibliográficas para que ela seja considerada uma pesquisa científica válida. Para isso, usa-se a nota de rodapé após uma citação.

Ao utilizar a nota de rodapé, você evita que seu trabalho fique cheio de parênteses e informações como datas e páginas, que não possuem tanta relevância para a leitura e podem até prejudicar o resultado das suas notas.

Para que serve a nota de rodapé ABNT TCC?

As notas de rodapé têm o objetivo de fazer referências ao autor depois de uma citação direta ou indireta. Além disso, pode ser usada para explicar algum ponto do texto em que o assunto a ser explicado, esteja fugindo ao escopo do trabalho.

Sua principal função é não deixar que o leitor se perca com informações não tão importantes durante a leitura da monografia. Por isso, quando estiver escrevendo o seu trabalho e precisar explicar algo vago ou que não esteja relacionado ao tema, use a nota de rodapé.

As notas de rodapé podem ser divididas em notas de referência e notas explicativas. Confira para que serve cada uma delas:

Notas de referência

Elas são usadas para creditar um determinado autor. Essas mesmas informações precisam ser inclusas na lista de referências no final do trabalho. As traduções em línguas estrangeiras podem ser abordadas por meio de uma nota de referência.

Quando você extrair o conteúdo da internet, é necessário seguir a formatação básica conforme as normas da ABNT e conter algumas informações importantes como:

  • nome e sobrenome do autor;
  • data de publicação;
  • ágina do livro de onde você extraiu o conteúdo e link para fazer o seu trabalho.

Notas explicativas

As notas explicativas são de redação livre e servem para esclarecer determinado ponto do trabalho. O seu propósito é ajudar o leitor a entender melhor determinados parágrafos, expressão ou passagem, sem precisar atrapalhar o ritmo da leitura.

Uso de abreviaturas e expressões

Quando a mesma referência aparece em duas ou mais notas de rodapé da mesma página, é possível utilizar expressões latinas para evitar repetições. A expressão Idem ou Id significa “do mesmo autor”. Já Ibidem ou Id quer dizer “na mesma obra”.

Como fazer passo a passo a nota de rodapé ABNT TCC?

Conforme as normas e resoluções da Associação Brasileira de Normas Técnicas ― ABNT ―, as notas de rodapé podem ser utilizadas em trabalhos acadêmicos, localizadas sempre na margem inferior.

Cada nota de rodapé precisa ter um número que faça link direto para o texto ao qual faz referência. A numeração deve seguir uma ordem crescente e em algarismos arábicos. Para facilitar, você pode escrever seu trabalho diretamente no word, já que possui um sistema de inclusão da nota de rodapé.

A formatação da nota de rodapé deve obedecer algumas regras. São elas:

  • Separadas por traço contínuo de 3 cm;
  • Espaçamento simples entre as linhas;
  • Caracteres menores do que aqueles usados no texto ― recomenda-se fonte com tamanho 10;
  • As notas devem ser alinhadas pela primeira palavra e sem espaço entre elas.

Como deve ser apresentada a nota de rodapé?

A nota de rodapé deve seguir uma apresentação conforme a formatação abaixo:

Numeração

As notas são organizadas com números arábicos (1, 2, 3…). A numeração é única e consecutiva para cada capítulo. Ou seja, não dá para recomeçar a contagem a cada troca de página, por exemplo.

Formatação

Utiliza-se a mesma tipografia do resto do trabalho: Arial ou Times New Roman. Porém, o tamanho da letra é menor, justamente para diferenciá-la de outras partes do texto. Não se deixam espaços ou linhas em branco entre uma nota de rodapé e outra.

Abreviação

Caso haja mais de um comentário referente à mesma obra, na mesma página, podem-se utilizar expressões latinas de abreviação. As mais comuns são op. cit. ― obra citada ―, id. ― mesmo autor ― e ibid. ― na mesma obra.

Moderação

Não existem regras específicas sobre a quantidade limite de notas no rodapé de cada página. Predomina o bom senso. É preciso ter em mente que o trabalho será lido por avaliadores, ou mesmo por um público leigo. Muitas quebras no conteúdo podem frear o ritmo de leitura e tornar a experiência cansativa.

Modelos e exemplos de notas de rodapé ABNT TCC

Confira alguns exemplos de notas de rodapés para você ter ideia para fazer em seu trabalho de conclusão de curso.

Termos em latim

Outra questão a ser analisada é que a primeira citação de uma obra deve ser completamente referenciada. Quando existir em uma mesma página ou folha uma citação de um mesmo autor se faz necessário usar alguns termos em latim, entre eles estão:

Insight “clareza súbita na mente, no intelecto de um indivíduo; iluminação, estalo, luz” (OLIVEIRA, 2015 apud ROCHA, 2016, p. 10)¹.Oliveira, 2015 Apud Rocha, 2016, p. 10. Insigth. Editora: Brasil. p. 10

Idem ou Id. – do mesmo autor

Esse termo é utilizado quando na mesma página/folha existem duas citações que tem a sua referência igual, como o mesmo autor, título do livro ou obra, ano e página. Nesse caso o Idem só é acrescentado na nota de rodapé, diferente do que ocorreu no exemplo anterior apud. Veja no exemplo abaixo:

Chalmers¹A ciência é baseada no que podemos ver, ouvir, tocar, etc. Opiniões ou preferências pessoais e suposições especulativas não têm lugar na ciência.

Chalmers²

A ciência é objetiva. O conhecimento científico é conhecimento confiável porque é conhecimento provado objetivamente.

_______________
¹CHALMERS, ALAN F. O que é ciência afinal? tradução: Raul Filker. Editora: Brasiliense, 1993. p. 23
²Idem.

Ibidem  ― mesmo autor, obra, mas com páginas diferentes

Quando no seu trabalho existir, na mesma página, uma citação do mesmo autor, obra ou titulo, mas que contenha a numeração da página diferente nessas citações.  Na primeira nota de rodapé, acrescenta toda a referência. Na segunda, acrescenta o termo Ibidem, página. Vamos ao exemplo:

Chalmers¹A ciência é baseada no que podemos ver, ouvir, tocar, etc. Opiniões ou preferências pessoais e suposições especulativas não têm lugar na ciência.

Chalmers²

A ciência é objetiva. O conhecimento científico é conhecimento confiável porque é conhecimento provado objetivamente.

_______________
¹CHALMERS, ALAN F. O que é ciência afinal? tradução: Raul Filker. Editora: Brasiliense, 1993. p. 23
²Ibidem, p. 27

Op. Cit., ― obra do mesmo autor já citada

Esse termo é usado quando na mesma folha do seu TCC existem três citações. A primeira é do Autor Chalmers, a segunda é do autor Rocha e a terceira é novamente de Chalmers – mesma obra -, mas com página diferente. Assim, deve-se fazer a nota de rodapé da terceira passagem dessa forma:

Chalmers¹A ciência é baseada no que podemos ver, ouvir, tocar, etc. Opiniões ou preferências pessoais e suposições especulativas não têm lugar na ciência.

Sabe-se que hoje o insight² é algo muito utilizado, explicado e falado por todos os empreendedores.

Chalmers³

A ciência é objetiva. O conhecimento científico é conhecimento confiável porque é conhecimento provado objetivamente.

¹CHALMERS, ALAN F. O que é ciência afinal? tradução: Raul Filker. Editora: Brasiliense, 1993. p. 23
²ROCHA, T. Insigth. Editora: Brasil. 2016. p. 10
³CHALMERS, ALAN F. op. cit., p. 27

loc. cit. (locus citatum) ― local citado

Nesse caso significa que a obra do mesmo autor Chalmers foi anteriormente citada ― no item 1 ―, na mesma página (p. 23). Lembrando que o termo só é acrescentado quando essas citações estiverem na mesma página do seu TCC. Vamos para o exemplo:

Chalmers¹A ciência é baseada no que podemos ver, ouvir, tocar, etc. Opiniões ou preferências pessoais e suposições especulativas não têm lugar na ciência.

Sabe-se que hoje o insight² é algo muito utilizado, explicado e falado por todos os empreendedores.

Chalmers³

A ciência é objetiva. O conhecimento científico é conhecimento confiável porque é conhecimento provado objetivamente.

¹CHALMERS, ALAN F. O que é ciência afinal? tradução: Raul Filker. Editora: Brasiliense, 1993. p. 23
²ROCHA, T. Insigth. Editora: Brasil. 2016. p. 10
³CHALMERS, ALAN F. op. cit., loc. cit.

et seq. (et sequentia) ― e seguintes

No exemplo do item 3, significa que a obra do autor Chalmers foi anteriormente citada (item 1), desta vez às páginas 36 e seguintes. Esse termo é pouco utilizado, uma que os outros termos já conseguem suprir essa necessidade. Porém, para você saber como funciona, sem ter que repetir novamente as citações, veja o exemplo:

¹CHALMERS, ALAN F. O que é ciência afinal? tradução: Raul Filker. Editora: Brasiliense, 1993. p. 23
²ROCHA, T. Insigth. Editora: Brasil. 2016. p. 10
³CHALMERS, ALAN F. op. cit., p. 36 e segs .

passim ― aqui e acolá

No exemplo abaixo do item 2 (ROCHA, T), significa que a obra de Rocha foi citada em diferentes partes da folha em seu TCC, ou seja, aqui e acolá.

¹CHALMERS, ALAN F. O que é ciência afinal? tradução: Raul Filker. Editora: Brasiliense, 1993. p. 23
²ROCHA, T. Insigth. Editora: Brasil. 2016, passim.

Agora que você já sabe como utilizar a nota de rodapé conforme a norma da ABNT, é hora de começar a fazer no seu trabalho de conclusão de curso. Lembre-se de formatar adequadamente.