Primeiro currículo: como escrever o seu e alcançar a desejada vaga

Se você é jovem e vai tentar se inserir no mercado de trabalho agora, talvez esteja se perguntando como fazer seu primeiro currículo. A preocupação comum, neste caso, é do que preencher, já que ainda não possui experiência profissional. Mas não se preocupe, temos diversas dicas para você deixar seu primeiro currículo excelente. Acompanhe!

O curriculum vitae

O curriculum vitae, comumente usado de forma abreviada (CV), é o currículo usado para se candidatar a vagas de emprego. Hoje em dia, é comum encontrar sites de emprego onde seus dados são preenchidos diretamente na plataforma, mas ainda é muito comum enviar CVs por e-mail para participar de processos seletivos.

Mesmo que você preencha informações em sites de emprego, todas as informações que serão apresentadas aqui também serão úteis.

Um currículo, em geral, deve conter as seguintes informações:

E, acredite, mesmo sendo o seu primeiro currículo, é possível que o único campo que você não terá informações será o de experiência profissional. Isto quer dizer que você pode ter um currículo completo e muito bem elaborado, mesmo que ainda não possua experiência. Explicaremos cada campo a seguir, confira.

Dados pessoais

Esta é a primeira parte do currículo, e funciona como um cartão de visitas. Nele, você deve colocar seu nome completo, estado civil (casado/ solteiro), idade, endereço completo com CEP e contato (telefones e e-mail).

Coloque os telefones em ordem de facilidade para acessá-lo. Se você tiver alguma rede social voltada para a vida profissional, como o LinkedIn, é possível acrescentar também seus dados de perfil. Não é necessário colocar foto nem número de documentos pessoais.

Objetivo profissional

Uma dica importante é sempre personalizar o currículo para a vaga à qual vai se candidatar. Nunca mande o mesmo currículo genérico para sair “atirando para todos os lados”. Quanto mais personalizado, maiores as chances de entrar para um processo seletivo.

Portanto, no objetivo profissional, responda algo relacionado à vaga para a qual se candidatou. O ideal é colocar uma frase curta iniciada por um verbo no infinitivo. Se você se candidatou para o cargo de recepcionista, pode escrever algo como:

Atuar como recepcionista e adquirir experiência profissional no atendimento ao público.

Ou simplesmente:

Atuar como recepcionista.

Resumo das qualificações

Este campo é destinado para falar de suas habilidades e competências que têm ligação com a área de atuação desejada.

Eu imagino que, mesmo não tendo trabalhado antes, você tenha já passado por algum curso ou palestra voltado para o preparo ao mundo profissional. E mesmo que não tenha, este espaço é dedicado a mostrar suas qualidades profissionais. Uma forma de auxiliar a preencher este campo é observar quais são as competências exigidas para o cargo. Para aquelas com as quais você se identificar, é possível colocar nesta parte do currículo. Para o cargo de recepcionista, veja este exemplo:

Possuo grande potencial no atendimento ao público, habilidade em multitarefas, facilidade em digitação, excelente organização e conhecimento de Pacote Office.

Vale dizer que o candidato não deve inventar competências só por conta do que é solicitado para o cargo. Se você tem dificuldades de reconhecer suas qualidades, faça uma reflexão, ponha no papel, leia sobre o assunto e identifique com quais características você se identifica, converse com amigos e familiares que te conheçam bem. Assim, você será capaz de fazer uma compilação verdadeira de suas qualificações.

veja também:
Currículo jovem aprendiz: veja como montar o seu passo a passo

Formação acadêmica

Neste campo, o candidato apresenta qual seu grau de escolaridade. As informações devem ser apresentadas em tópicos, iniciando pelo nome da instituição, nome do curso, nível de formação (médio, técnico, graduação, pós-graduação), início e conclusão.

Se você tem apenas o Ensino Médio, basta colocar esta informação. Por exemplo:

Escola Estadual Fulano de Tal

Ensino Médio

Início: janeiro/2015 Conclusão: dezembro/2018

Neste caso, não é necessário colocar os dados das escolas anteriores, como do Ensino Fundamental, por exemplo. Agora, caso você possua mais de um curso relevante para o cargo, é possível mencionar também. A ordem cronológica deve ser do mais recente para o mais antigo. Por exemplo:

Faculdade Cruzeiro do Sul

Graduação em Administração

Início: janeiro/ 2019 – cursando (previsão de conclusão: dezembro/ 2022)

Instituto Federal São Paulo (IF-SP)

Ensino Técnico em Informática

Início: julho/ 2017. Conclusão: dezembro/ 2018

Uma dica importante, não só para o campo de formação acadêmica, mas para o currículo como um todo, é de evitar abreviações e siglas. Para colocar a sigla da instituição, coloque primeiramente seu nome inteiro por extenso.

Formação complementar

Este é o campo para você mencionar aquele curso de informática, o curso de idiomas, as palestras que assistiu ou qualquer conteúdo de ensino que tenha feito parte de sua “bagagem”.

Para preenchê-lo, basta colocar o nome do curso, mês e ano de conclusão e nome da instituição. Por exemplo:

Curso Básico de Informática – dezembro/ 2016 – Escola XYZ

Não possui cursos livres? Então que tal começar? Se você começou a enviar currículos agora, enquanto não é contratado, aproveite seu tempo para aprimorar os conhecimentos para a área na qual deseja atuar. A internet oferece muitos recursos para você estudar gratuitamente e sem sair de casa. O que você aprender pode, posteriormente, entrar como conhecimento no seu resumo de qualificações.

veja também:
Currículo simples: saiba o que colocar e como fazer com modelos

Habilidades profissionais

Se houve alguma habilidade importante para sua vida profissional que não tenha entrado no resumo de qualificações, ela pode ser descrita aqui. Mas lembre-se: não vale mentir. Afinal, o currículo é só a primeira parte do processo. Se você for chamado para a entrevista de emprego ou até começar a atuar no cargo, estas habilidades poderão ser cobradas.

Suponhamos que você tenha um nível intermediário de inglês por conta da prática com filmes e músicas. Você pode incluir que possui nível intermediário de inglês no campo de habilidades. Na internet, é possível encontrar testes que o ajudem a identificar seu nível de conhecimento em determinado idioma.

Ou então se você possui facilidade com o uso de softwares, uma habilidade que você adquiriu por curiosidade e conta própria. Você pode então colocar conhecimento de (nome do software).

Basta olhar para suas competências com calma para saber reconhecer seus pontos fortes favoráveis para a vida profissional.

Informações complementares

Este campo é destinado para qualquer conteúdo relevante que não tenha se adequado aos campos anteriores. Se, por exemplo, você é habilitado para dirigir, esta informação pode ser importante para o cargo de vendedor externo. Ou então, você pode informar que tem disponibilidade para viajar, trabalhar em jornada noturna, etc. Lembre-se: o conteúdo precisa ser personalizado para cada vaga à qual se candidatar.

Siga as dicas e saia na frente com seu primeiro currículo

Seguindo as dicas apresentadas aqui, tenho certeza que seu currículo terá o conteúdo necessário para lhe garantir a primeira vaga de emprego. Mas tenha paciência, saiba que é muito comum pessoas que se candidatam a muitas e muitas vagas até conseguir uma colocação no mercado de trabalho. Esta realidade não é exclusiva para pessoas sem experiência. Enquanto não consegue a vaga, invista seu tempo em seu aprimoramento profissional.

Espero que este conteúdo tenha sido útil para você. Caso ele tenha te ajudado, compartilhe-o em suas redes sociais!