Quanto ganha um administrador?

Por ser um profissional de extrema importância para o bom andamento dos negócios de uma empresa e que pode atuar em várias áreas, é difícil definir quanto ganha um administrador.

Para ter uma noção mais clara sobre o salário que envolve a categoria, é necessário especificar por função e até mesmo por região. De qualquer forma, não há empresa que sobreviva sem um profissional que faça a análise de investimentos, gestão de compras, recursos humanos e logística.

Para você que está entrando no mercado e quer entender onde atuar e qual a média salarial que você pode alcançar, acompanhe o nosso artigo para ficar mais informado sobre o assunto.

Quanto ganha um administrador e qual a média salarial?

Como a área de administração é bem abrangente, esse profissional pode assumir cargos de assistente até diretoria ou presidência de uma empresa. A média salarial varia de acordo com o cargo e pode ter diferença por região. Mas, tem profissionais no mercado que chegam atingir mais de R$20.000 quando alcançam cargos mais elevados dentro de uma organização. Confira!

Média salarial por cargos

  • Administrador em geral: R$5.016;
  • Analista de cargos e salários: R$ 3.268;
  • Analista de custos: R$ 3.566;
  • Analista econômico financeiro: R$ 4.079;
  • Analista de logística e suprimentos: R$ 2.484;
  • Analista de mercado: R$ 3.029;
  • Assistente Administrativo: R$2.026;
  • Assistente financeiro: R$ 1.663;
  • Coordenador de contas a pagar: R$ 4.543;
  • Gerente de pessoal: R$ 4.610;
  • Chefe de produção: R$ 4.723;
  • Gerente de tesouraria: R$ 7.309;
  • Supervisor administrativo de vendas: R$ 2.883;
  • Supervisor Administrativo: R$3.770;
  • Supervisor de auditoria: R$ 3.935;
  • Supervisor de projetos: R$ 4.858;
  • Supervisor de recursos humanos: R$ 3.657;
  • Gerente Administrativo Financeiro: R$6.866;
  • Gerente de planejamento financeiro e orçamento: R$ 5.960;
  • Gerente de produto: R$ 7.840;
  • Gerente  de recursos humanos: R$ 7.783;
  • Gerente comercial: R$ 4.776;
  • Diretor de recursos humanos: R$ 20.596;
  • Diretor Financeiro: R$15.716;
  • Diretor comercial: R$ 16.916;
  • Diretor presidente: R$ 13.928.

Média salarial por algumas regiões

  • São Paulo: R$ 1.788;
  • Minas Gerais: R$ 2.634;
  • Rio de Janeiro: R$ 2.307;
  • Bahia: R$ 1.578;
  • Paraná: R$ 1.821.

Benefícios

Como a contratação da maioria desses profissionais é focada em empresas privadas, não há uma exigência quanto aos benefícios para essa categoria. Ficando a critério das companhias determinarem o que poderão oferecer para os seus colaboradores. Portanto, é necessário consultar as organizações para saber quais os benefícios aplicados. Os mais comuns são:

  • Plano de saúde e odontológico;
  • Vale-alimentação e/ou vale-refeição;
  • Seguro de vida.

Qual o piso salarial do administrador?

Existe um projeto de Lei tramitando no Senado brasileiro (PL 6954/2010) e, caso seja aprovado, vai estabelecer um piso salarial nacional de R$5.500,00 para o Administrador, mas que não deve ser aplicado às micros e pequenas empresas.

Portanto, atualmente a categoria não possui um piso salarial definido, mas o Conselho Federal de Administração ― CFA ― orienta as empresas a aplicarem o salário de R$2.458 para quem está começando na carreira e R$5.977 para quem já tem experiência de dois anos na função.

Determinado pela Lei estadual 6.702/2014, o estado do Rio de Janeiro possui um piso salarial no valor R$2.432 e é o único estado brasileiro a manter isso. Já na cidade de Campinas, em São Paulo, a Associação de Administradores local, determina um piso salarial de R$1.918 com direito a vale-alimentação no valor de R$19,56 por dia.

No estado de Pernambuco, há apenas a recomendação por parte do Conselho Regional de Administração, para que as empresas paguem o valor de R$2.458 para a categoria. Como não há uma exigência, cabe às empresas determinarem o valor que querem pagar.

Já a Federação Nacional dos Administradores ― FENAD ― possui uma tabela para orientação aos profissionais da área sobre os valores que devem ser cobrados por eles. Os valores são baseados em horas técnicas, variando entre R$90 a R$312 para a administração financeira e de R$224 a R$312, para trabalhos que envolvem pesquisas, planejamento, seleção de pessoal, entre outros.

Como é a carreira do administrador?

Cálculos por administradores

Foto: Freepik

Com uma demanda alta de cursos superiores e formando muitas pessoas na área, a carreira de administração é uma das mais procuradas no Brasil. Por ser uma área generalista, o mercado consegue absorver de diferentes formas esse profissional.

Você poderá atuar em empresas privadas de todos os portes, órgãos públicos e até organizações não governamentais ― ONGs, mas há bastante concorrência para as vagas. Por isso, é importante investir em especializações como MBA para ganhar destaque no mercado.

Confira as áreas mais comuns em que o administrador pode atuar:

  • Comércio exterior ― domina as técnicas e métodos de compra e venda de produtos e serviços entre empresas e governos de diferentes países;
  • Compras ― suporte administrativo nos processos de compras de diversos materiais, contratação e negociação com fornecedores, controle de pedidos e preços e muitas outras funções;
  • Finanças ― capacitado para cuidar dos orçamentos, planejamento, analisar os riscos do negócio, gerir recursos, analisar créditos e aplicar diagnósticos financeiros;
  • Logística ― administra materiais e recursos, otimiza o uso dos espaços e reduz o tempo e o custo de cada processo;
  • Marketing ― desenvolvem planos de marketing, identifica oportunidades de crescimento na área e mensura as estratégias adotadas no setor;
  • Planejamento Estratégico ― responsável pela gerência corporativa, consultoria organizacional, responsabilidade social, terceirização e tantos outros setores estratégicos de uma empresa;
  • Produção ― é a área que transforma matérias-primas em produtos ou serviços prestados pela empresa. O profissional será o responsável por todo o processo da produção;
  • Recursos Humanos ― é o responsável por intermediar o relacionamento entre empresa e funcionários, além de aplicar a avaliação de desempenho e gerir cargos e salários.

Qual o perfil do profissional de administração?

O perfil do profissional de administração exige algumas habilidades importantes para ter sucesso na carreira. Ele deve ser capaz de planejar, organizar, controlar, coordenar e comandar diversas áreas de uma empresa.

Listamos 6 competências mais importantes para o perfil de um bom administrador. Acompanhe!

1. Habilidades com números

É necessário dominar o assunto para administrar e gerir situações relacionadas ao financeiro de uma empresa, fluxo de caixa, análise de mercado e indicadores econômicos. Você vai obter bastante informação na graduação, mas se quiser se destacar, é importante se dedicar para aprender.

2. Trabalho em equipe

Para crescer dentro de uma empresa, o profissional de administração precisará liderar equipes. Para isso, deve saber delegar tarefas e responsabilidades, gerir conflitos, ser flexível, trabalhar a sua inteligência emocional para proporcionar um melhor ambiente de trabalho para a equipe.

3. Organização

Como responsável pelo planejamento e controle financeiro de uma empresa, ser organizado é requisito fundamental para esse profissional. O mercado atual oferece diversas ferramentas tecnológicas que facilitam a sua vida, mas você precisa tomar isso como responsabilidade sua, por conta de inúmeros dados e informações que passam por você.

4. Espírito empreendedor

Empreendedorismo é uma área em alta no mercado, contudo, empreender não é somente para aqueles que planejam ser donos do seu negócio, mas para quem tem um objetivo claro, metas a serem alcançadas e estratégias definidas para chegar lá. Portanto, ser empreendedor na área administrativa é focar na direção certa para obter sucesso em sua carreira.

5. Visão sistêmica

O profissional formado em administração pode atuar em qualquer setor de uma empresa. Mas, para isso deverá ter uma visão ampla do negócio, pois será o elo de várias áreas da organização. É necessário saber o que compete para cada departamento.

6. Informado e atualizado

Em um mercado competitivo como o de administração, é importante manter-se atualizado sempre. Investir em especializações, cursos, workshops, conferências, treinamentos específicos e aprender línguas estrangeiras, será um grande diferencial para o seu currículo.

Onde estudar administração?

É importante investir em uma boa universidade/faculdade para cursar administração. Fique atento que em algumas das instituições particulares, você poderá ingressar por meio do ProUni ou FIES. Muitas ainda oferecem facilidades de financiamentos internos sem burocracia, além de bolsas de estudo, descontos e convênios.

Fizemos uma lista de algumas instituições no Brasil, autorizadas pelo MEC e que oferecem o curso de Administração tanto presencial quanto à distância.

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA);
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) ― em Minas Gerais;
  • Universidade Anhembi Morumbi (à distância);
  • FMU Complexo Educacional (FMU ― à distância);
  • UNIFACS Universidade Salvador (UNIFACS ― à distância) ― em Salvador/BA;
  • Universidade Potiguar (UNP ― à distância) ― em Natal/RN.

Conhecendo melhor sobre a profissão e entendo quanto ganha um administrador, você saberá qual a área mais interessante para se especializar e seguir carreira. Analise com cuidado e avalie o que é melhor para você.

    3000