Quanto ganha um biólogo?

Você está se preparando para prestar o exame do Enem e vestibulares na área da biologia, mas ainda não sabe quanto ganha um biólogo? Fique tranquilo que neste post compartilhamos com você todas as informações para quem deseja seguir carreira na área.

Saiba quanto ganha um biólogo, qual a sua média e piso salarial, como é a carreira e as áreas de atuação do profissional e conheça quais as melhores instituições de ensino que ofertam o curso de biologia.

Quanto ganha um biólogo?

A área da biologia é muito abrangente, sendo possível trabalhar com pesquisa, ensino, meio ambiente, entre outras opções. Por isso, definir quanto ganha um biólogo vai depender muito do seu campo de atuação.

A maior parte das oportunidades está em órgãos públicos como Institutos de Pesquisas e Escolas, variando bastante dependendo do órgão. Além disso, é possível trabalhar para empresas privadas, fazendo com que o salário do profissional seja determinado por essas organizações.

O tempo de cargo e experiência também pode ajudar a diferenciar a remuneração do profissional de biologia, além de ajudar a ter um salário maior. Portanto, é uma profissão com variação de ganhos.

Qual a média salarial do biólogo?

O salário do biólogo pode sofrer alterações de acordo com diversos fatores. Experiência profissional, especialização, tipo de empresa e região de atuação são alguns desses fatores.

Segundo informações do site salário, a média salarial de um biólogo é de R$ 3.358,80, obedecendo a uma jornada de 40 horas semanais. No entanto, a faixa salarial varia entre R$ 2.384,75 e R$ 7.470,71 que é o referente ao piso e teto da categoria.

A informação foi coletada no período de fevereiro a setembro de 2018 levando-se em conta cargos de nível trainee a master. Nesse caso, o salário pode variar pelo porte de empresa. Veja como é a média salarial de cada função:

  • Estágio em Biologia: R$ 950,20
  • Técnico Ambiental: R$ 3.212,00
  • Educador Ambiental: R$ 1.869,30
  • Professor de Biologia: R$ 2.973,00
  • Microbiologista: R$ 4.736,00
  • Biologista: R$ 3.888,00
  • Gestor Ambiental: R$ 5.720,00
  • Analista Ambiental: R$ 5.135,00
  • Analista de Qualidade: R$ 3.069,46
  • Analista de Meio Ambiente: R$ 4.614,00
  • Analista de Saúde: R$ 2.883,00
  • Consultor Ambiental: R$ 5.001,00
  • Supervisor de Meio Ambiente: R$ 5.580,00
  • Pesquisador em Biologia Humana: R$ 8.302,00
  • Professor de Biologia no Ensino Superior: R$ 9.834,00
  • Pesquisador em Biologia Ambiental: R$ 8.205,00

Em órgãos públicos, o biólogo trabalha bastante como pesquisador em diversas especialidades. No caso do Ministério da Saúde o salário pode variar entre R$ 6.648,15 e R$ 14.000,00, dependendo da titulação do profissional.

Qual o piso salarial do biólogo?

Não há um piso salarial único para os biólogos no país. Geralmente, o piso é determinado pelos sindicatos e conselhos da categoria. Por conta disso, o valor pode variar muito de município para município.

No entanto, o Conselho Federal de Biologia ― CFBio ― recomenda que o piso salarial de profissionais de biologia que trabalham em empresas privadas, seja o equivalente a cinco salários mínimos.

Porém, esse valor é apenas uma sugestão do Conselho Federal de Biologia, ficando a critério da empresa e dos sindicatos fechar um acordo coletivo que atenda as necessidades de ambos.

Mas existe um projeto de lei ― PL 5755/2013 ― que está em tramitação para fixar o piso salarial dos biólogos no Brasil. O objetivo é determinar o pagamento de cinco salários mínimos para uma jornada de 36 horas semanais.

veja também:
Quanto ganha um psicólogo?

Além do salário, a PL também determina os critérios para a insalubridade, adicional noturno, uso de equipamentos de proteção, entre outras situações que precisam ser estipuladas para que a categoria trabalhe com segurança e com bons salários.

Como é a carreira do biólogo?

Carreira do biólogo

O biólogo pode atuar em três áreas da biologia que são o Meio Ambiente e Biodiversidade, Saúde e Biotecnologia e Produção. Essas áreas de atuação foram determinadas pelo Conselho Federal de Biologia.

Entretanto, dentro dessas áreas existem várias subáreas de atuação que o biólogo pode trabalhar. Dessa forma, o campo de atuação fica bastante amplo para o profissional com grandes possibilidades de melhorar seus ganhos.

Mas conforme o currículo do biólogo, o profissional somente pode trabalhar em uma determinada área se o mesmo apresentar experiência no setor. Portanto, para seguir carreira como biólogo é fundamental estudar muito e se especializar no ramo que deseja atuar.

Confira uma lista dos setores que o biólogo pode atuar exercendo atividades conforme a experiência comprovada e já desenvolvida. Lembrando que a lista é disponibilizada pelo Conselho Federal de Biologia.

Meio Ambiente e Biodiversidade

  • Arborização Urbana;
  • Auditoria Ambiental;
  • Bioespeleologia;
  • Bioética;
  • Bioinformática;
  • Biomonitoramento;
  • Biorremediação;
  • Controle de Vetores e Pragas;
  • Curadoria e Gestão de Coleções Biológicas, Científicas e Didáticas;
  • Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos;
  • Diagnóstico, Controle e Monitoramento Ambiental;
  • Ecodesign;
  • Ecoturismo;
  • Educação Ambiental;
  • Fiscalização/Vigilância Ambiental;
  • Gestão Ambiental;
  • Gestão de Bancos de Germoplasma;
  • Gestão de Biotérios;
  • Gestão de Jardins Botânicos;
  • Gestão de Jardins Zoológicos;
  • Gestão de Museus;
  • Gestão da Qualidade;
  • Gestão de Recursos Hídricos e Bacias Hidrográficas;
  • Gestão de Recursos Pesqueiros;
  • Gestão e Produção na área de Aquicultura;
  • Gestão e Tratamento de Efluentes e Resíduos;
  • Gestão, Controle e Monitoramento em Ecotoxicologia;
  • Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Flora Nativa e Exótica;
  • Inventário, Manejo e Conservação da Vegetação e da Flora;
  • Inventário, Manejo e Comercialização de Microrganismos;
  • Inventário, Manejo e Conservação de Ecossistemas Aquáticos: Límnicos, Estuarinos e Marinhos;
  • Inventário, Manejo e Conservação do Patrimônio Fossilífero;
  • Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Fauna Silvestre Nativa e Exótica;
  • Inventário, Manejo e Conservação da Fauna;
  • Inventário, Manejo, Produção e Comercialização de Fungos;
  • Licenciamento Ambiental;
  • Mecanismos de Desenvolvimento Limpo ― MDL;
  • Microbiologia Ambiental;
  • Mudanças Climáticas;
  • Paisagismo;
  • Perícia Forense Ambiental/Biologia Forense;
  • Planejamento, Criação e Gestão de Unidades de Conservação – UC/Áreas Protegidas;
  • Responsabilidade Socioambiental;
  • Restauração/Recuperação de Áreas Degradadas e Contaminadas;
  • Saneamento Ambiental;
  • Treinamento e Ensino na Área de Meio Ambiente e Biodiversidade.

Saúde

  • Aconselhamento Genético;
  • Análises Citogenéticas;
  • Análises Citopatológicas;
  • Análises Clínicas;
  • Análises de Histocompatibilidade;
  • Análises e Diagnósticos Biomoleculares;
  • Análises Histopatológicas;
  • Análises, Bioensaios e Testes em Animais;
  • Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Leite Humano;
  • Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Órgãos e Tecidos;
  • Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sangue e Hemoderivados;
  • Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sêmen, Óvulos e Embriões;
  • Bioética;
  • Controle de Vetores e Pragas;
  • Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos;
  • Gestão da Qualidade;
  • Gestão de Bancos de Células e Material Genético;
  • Perícia e Biologia Forense;
  • Reprodução Humana Assistida;
  • Saneamento Saúde Pública/Fiscalização Sanitária;
  • Saúde Pública/Vigilância Ambiental;
  • Saúde Pública/Vigilância Epidemiológica;
  • Saúde Pública/Vigilância Sanitária;
  • Terapia Gênica e Celular;
  • Treinamento e Ensino na Área de Saúde.
veja também:
Quanto ganha um engenheiro de produção?

Biotecnologia e Produção

  • Biodegradação;
  • Bioética;
  • Bioinformática;
  • Biologia Molecular;
  • Bioprospecção;
  • Biorremediação;
  • Biossegurança;
  • Cultura de Células e Tecidos;
  • Desenvolvimento e Produção de Organismos Geneticamente Modificados ― OGMs;
  • Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos;
  • Engenharia Genética/Bioengenharia;
  • Gestão da Qualidade;
  • Melhoramento Genético;
  • Perícia/Biologia Forense;
  • Processos Biológicos de Fermentação e Transformação;
  • Treinamento e Ensino em Biotecnologia e Produção.

Onde estudar biologia?

Biologia

Se você pretende atuar na área da biologia é preciso se formar no curso de graduação de Biologia. O curso dura em torno de quatro de anos e depois de formado é necessário obter o registro profissional junto ao Conselho Regional de Biologia.

O curso é ofertado em diversas instituições de ensino no Brasil. Por isso, na hora de escolher onde estudar é preciso verificar se a universidade é autorizada pelo MEC e se possui condições favoráveis para a sua formação.

Nesse caso, tenha critério na hora de escolher a instituição de ensino, já que você pode estudar tanto em instituições públicas quanto particulares. Porém, as melhores universidades estão na região sul e sudeste.

  • Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP – SP);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ – RJ);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG – MG);
  • Universidade de Brasília (UNB – DF);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS – RS);
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA – BA);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC – CE);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE – PE);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR – PR);
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC – SC).

Se você tiver dificuldades para entrar em uma universidade pública, existe a possibilidade de fazer o curso em uma instituição privada. Nesse caso, você pode aproveitar um dos programas que o governo disponibiliza para beneficiar os estudantes de baixa renda.

Os programas Fies e ProUni é uma ótima oportunidade para quem não tem condições de pagar integralmente uma mensalidade em uma instituição de ensino superior privada. Por isso, vale a pena conferir como faz para se inscrever nos processos.

Além disso, existe a possibilidade de conseguir uma bolsa junto a instituição de ensino que você prestou exame. Você também pode tentar o financiamento direto com a faculdade, conseguir um bom desconto ou verificar o convênio com algumas empresas.

Se a sua intenção é escolher o curso de biologia para construir uma carreira, saber quanto ganha um biólogo é fundamental. Com este post você teve a oportunidade de conhecer mais sobre a profissão e tudo que está relacionado ao mercado de trabalho da área.