Quanto ganha um enfermeiro?

Em todos os anos, na prova do Enem, a área da saúde é bastante procurada e a disputa por uma vaga é sempre acirrada. Um dos cursos que mais tem demanda no mercado é o bacharelado em enfermagem. Mas, você já procurou saber quanto ganha um enfermeiro?

Juntamos algumas informações como média salarial, benefícios, carreira e as melhores instituições de ensino da área. Acompanhe nosso texto e fique por dentro da profissão de enfermeiro.

Quanto ganha um enfermeiro e qual a média salarial?

A área da saúde é bastante ampla, principalmente para o profissional que atua como enfermeiro. São profissionais bastante requisitados, seja no setor público, seja no setor privado.

Como não existe um piso salarial único, a média Brasil gira em torno de R$3.092. Os recém-formados iniciam a carreira com um salário de R$1.818, já quem possui uma boa experiência pode chegar até R$4.579. Para cargos de gestão, o salário pode ultrapassar R$8.000.

Como os enfermeiros trabalham por escala de horários, eles exercem a sua atividade em mais de uma empresa para complementar salário, já que a remuneração vai variar conforme a especialidade, empresa e tipo de atividade. Confira quanto ganha alguns cargos que podem exercidos pelo enfermeiro:

  • Enfermeiro Auditor: R$ 4.882;
  • Enfermeiro Administrativo: R$ 4.367;
  • Enfermeiro Assistencial: R$ 4.203;
  • Enfermeiro Júnior: R$ 3.462;
  • Enfermeiro Pleno: R$ 5.585;
  • Enfermeiro Sênior: R$ 7.527;
  • Enfermeiro Visitador: R$ 4.984;
  • Coordenador de Enfermagem: R$ 6.258;
  • Enfermeiro de Centro Cirúrgico: R$ 3.809;
  • Enfermeiro de Educação Continuada: R$ 5.438;
  • Enfermeiro CCIH: R$ 3.191;
  • Enfermeiro SCIH: R$ 5.418;
  • Enfermeiro Responsável Técnico: R$ 4.266;
  • Enfermeiro Nefrologista: R$ 3.885;
  • Gerente de Enfermagem: R$ 8.330;
  • Enfermeiro Obstetra: R$ 4.840;
  • Enfermeiro de UTI: R$ 3.381;
  • Enfermeiro do Trabalho: R$ 4.566;
  • Enfermeiro Chefe: R$ 6.088;
  • Professor de Enfermagem: R$ 2.654;
  • Auxiliar de Enfermagem: R$ 2.147;
  • Técnico de Enfermagem: R$ 2.171.

A remuneração também pode variar por estado. Selecionamos alguns para você perceber a diferença:

  • Paraná — R$ 1.600;
  • São Paulo — R$ 2.600;
  • Rio de Janeiro — R$ 2.050;
  • Ceará — R$ 1.800;
  • Paraíba — R$ 2.180;
  • Minas Gerais — R$ 1.600;
  • Rio Grande do Sul — R$ 2.100;
  • Bahia — R$ 2.250.

Quais os benefícios do enfermeiro?

O profissional é bastante requisitado tanto em instituições públicas quanto privadas, tais como hospitais, clínicas, institutos, postos de saúde, escolas profissionalizantes e em outras empresas em que é exigida a presença de um enfermeiro.

De acordo com o sindicato da categoria, não há exigência sobre os benefícios que devem ser aplicados para os profissionais da área. Portanto, deve variar conforme a empresa que for contratá-lo. O ideal é confirmar diretamente com a empresa. Alguns benefícios são mais comuns dentro de empresas privadas. Acompanhe:

  • Plano de saúde e odontológico;
  • Vale-alimentação/cesta básica;
  • Vale-refeição/refeitório;
  • Vale-transporte;
  • Seguro de vida.

Qual o piso salarial do enfermeiro?

No Brasil não há um piso salarial único estipulado para a categoria, portanto, o valor sofrerá alteração de acordo com o estado. Esses valores são determinados de acordo com a convenção coletiva firmada entre os sindicatos e as empresas, variando conforme a cidade.

A lei 6.702/2014 do Rio de Janeiro determina o piso salarial para Auxiliares de Enfermagem em R$ 1.000, para Técnicos no valor de R$ 1.177 e para Enfermeiros o valor estipulado é de R$ 2.231.

Em São Paulo, os pisos são definidos conforme o tipo de estabelecimento e localidade. Confira como fica:

SINDHOSP

  • Capital: R$ 2.616;
  • Interior: R$ 2.410.

SINDHOSCLAB’S, SINDHORP e SINDHOSPRU

  • Capital: R$ 2.400;
  • Interior: R$ 2.200.

SINDHOSFIL

  • R$ 1.910.

No Estado de Pernambuco, o piso será estabelecido conforme a função, o tipo de estabelecimento e o tempo de casa do profissional de enfermagem. Pode variar entre R$ 1.141 e R$ 1.819.

Para tentar igualar o piso salarial de todos os profissionais da área, existe uma lei em tramitação, o PL 4924/09. A proposta é estabelecer algo em torno de 10 salários mínimos como o piso dos enfermeiros.

Para quem trabalha como prestador de serviços ou mesmo aqueles que trabalham por hora, o Conselho Federal de Enfermagem ― COFEN ― disponibiliza uma tabela de valores mínimos que devem ser praticados pelos profissionais de enfermagem. Veja os valores para alguns procedimentos:

  • Atividades administrativas: R$ 271/hora;
  • Atividades didáticas: R$ 274/hora;
  • Parto simples: R$ 327/procedimento/hora;
  • Realização de curativo de alta complexidade: R$ 135;
  • Nebulização simples: R$ 57;
  • Punção arterial: R$ 135;
  • Preparo de material para esterilizar: R$ 75/hora.

Como é a carreira do enfermeiro?

Enfermeira trabalhando

Para fazer carreira na área de Enfermagem, o profissional deve decidir qual categoria seguir. Elas estão definidas por níveis de formação e possuem atribuições diferentes. Conheça as três categorias:

1. Auxiliar de enfermagem

Nessa categoria, o profissional precisa ter o ensino fundamental completo, mas deve concluir o curso de auxiliar de enfermagem com duração aproximada de um ano. Além disso, é necessário obter registro profissional no Conselho Regional de Enfermagem ― COREN.

Após esses processos, a pessoa estará apta a prestar cuidados básicos. Mas, somente poderá atender pacientes que não apresentem risco ou que não tenham doenças complexas e sempre sob a supervisão de um enfermeiro.

2. Técnico em enfermagem

Para atuar como Técnico de enfermagem, a pessoa precisa ter concluído o ensino médio. Posteriormente, deve fazer o curso de técnico de enfermagem com duração aproximada de dois anos, ser aprovado e obter registro profissional no COREN.

Quando concluir todos os cursos, o profissional estará apto a exercer a função de Técnico de enfermagem. O técnico deverá fazer os mesmos procedimentos que o auxiliar, mas poderá realizar alguns procedimentos em pacientes de maior complexidade. A supervisão do enfermeiro sempre será requisitada.

3. Enfermeiro

Para trabalhar como enfermeiro, é necessário concluir a graduação de bacharelado em enfermagem. Além disso, é obrigatório obter o registro profissional no COREN. Como enfermeiro, você poderá atuar em diversas áreas. Conheça algumas funções que você pode exercer:

Enfermagem estética

Nessa área o profissional deve atuar em clínicas de estética, auxiliando em procedimentos faciais e corporais.

Enfermagem forense

Como enfermeiro forense, o profissional precisa prestar assistência a vítimas dos mais variados tipos de violência e ajudar em investigações de crimes, auxiliando na coleta de provas e na preservação de vestígios.

Enfermagem geral

É uma das principais funções do enfermeiro que precisa comandar equipes de técnicos e auxiliares de enfermagem no atendimento a pacientes.

Enfermagem geriátrica

O profissional deve atender idosos, doentes ou não que estejam em seu domicílio, casas de repouso, clínicas e hospitais.

Enfermagem médico-cirúrgico

Deve ministrar cuidados pré e pós-operatórios em prontos-socorros, clínicas e hospitais.

Enfermagem obstétrica

Assumindo a enfermagem obstétrica, o profissional deve prestar assistência integral a gestantes, parturientes e lactantes durante o pré-natal, parto, pós-parto e nos cuidados com o recém-nascido. Ademais, precisa orientar sobre planejamento familiar.

Enfermagem offshore

Especialidade pouco conhecida, mas que vem apresentando uma demanda crescente, o enfermeiro offshore precisa prestar atendimento em navios e plataformas marítimas de petróleo a fim de reduzir o risco de acidentes e de disseminação de doenças.

Enfermagem pediátrica

Com alta demanda na área, o enfermeiro pediátrico deve acompanhar e avaliar o crescimento e o desenvolvimento da criança. Incentivar o aleitamento materno e orientar os pais quanto às técnicas e aos cuidados com os recém-nascidos.

Enfermagem psiquiátrica

Para atuar nessa área, o profissional de enfermagem precisa ter alguma noção sobre tratamento psiquiátrico, pois seu trabalho é ajudar no tratamento de pacientes com distúrbios psicológicos.

Enfermagem de resgate

A área de resgate é bastante conhecida e tem muita procura. Nela, o enfermeiro deve participar de equipes de salvamento de vítimas de acidentes ou de calamidades públicas.

Enfermagem de saúde pública

Para atuar na saúde pública, o enfermeiro precisa prestar concurso público. Muitos deles são bastante concorridos. Ao ser aprovado, o profissional deve ser direcionado para trabalhar orientando a população sobre a prevenção de doenças e promover a saúde da coletividade.

A maioria das vagas é destinada para atender pacientes em hospitais, centros de saúde, creches e escolas. Os profissionais também podem ser aproveitados para formar, capacitar e supervisionar os agentes de saúde.

Enfermagem do trabalho

Geralmente esse profissional presta serviços para empresas privadas. Ele é o responsável pelo atendimento ambulatorial em organizações, além de acompanhar programas de prevenção e manutenção da saúde dos funcionários.

Docente

Mesmo após o curso de bacharelado, muitos enfermeiros encontram na docência a oportunidade para complementar renda. Eles chegam a atuar orientando projetos de pesquisa e podem ministrar aulas teóricas e práticas.

Gestão da qualidade

Como gestor de qualidade, o enfermeiro assume um cargo de chefia. A sua responsabilidade é avaliar e planejar a assistência prestada aos pacientes em hospitais a partir de normas-padrão estabelecidas que envolvam os procedimentos do dia a dia até o uso de materiais e medicamentos. A sua função também é preparar o hospital para receber certificações internacionais de qualidade.

Gestão de projetos

Será o responsável pela administração e controle das atividades destinadas a projetos multidisciplinares, como abertura de uma ala hospitalar ou implementação de um novo protocolo em clínicas ou hospitais.

Pesquisa clínica

O profissional de enfermagem deve planejar, implementar e coordenar projetos de pesquisas clínicas, como o desenvolvimento de drogas e estudos genéticos e epidemiológicos, em hospitais, institutos de pesquisa e universidades.

Onde estudar enfermagem?

Para quem pretende atuar como enfermeiro, é necessário fazer uma faculdade/universidade de enfermagem. No Brasil, várias instituições de ensino possuem o curso em sua grade, mas é importante escolher aquela que tem autorização do MEC para funcionar. Selecionamos para você as instituições com as melhores notas. Confira:

  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG ― MG);
  • Universidade de São Paulo (USP ― SP);
  • Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP ― SP);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ ― RJ);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS ― RS);
  • Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP ― SP);
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP ― SP);
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC ― SC);
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL ― PR);
  • Universidade Federal de Goiás (UFG ― GO).

Ao saber quanto ganha um enfermeiro, você terá possibilidades de escolher a melhor área para atuar. Como todo profissional da saúde, o mercado de trabalho sempre terá vaga para absorver a demanda de enfermeiros.