Quanto ganha um fisioterapeuta?

Antes de decidir por uma profissão é importante entender como é a atuação do profissional no mercado. Para quem quer escolher a área da fisioterapia para atuar, é fundamental saber quanto ganha um fisioterapeuta.

Para isso, reunimos em nosso artigo, algumas informações importantes para que você entenda como funciona a carreira de fisioterapeuta e assim escolher qual a melhor área para você atuar. Acompanhe!

Quanto ganha um fisioterapeuta e qual a média salarial?

O salário inicial de um fisioterapeuta não é muito atrativo, pois costuma ser bem abaixo do piso da classe. Mas, se o profissional se destacar, há grandes possibilidades de alcançar bons salários. O profissional pode atuar em diversas áreas, mas há alteração no valor salarial para cada cargo. Já no estágio obrigatório, ele é remunerado de acordo com a carga horária.

Profissionais que estão iniciando a carreira ganham, em média, R$ 1.500, já os fisioterapeutas com algum tempo no mercado, ganham R$ 5.000. Mas, há profissionais bem colocados no mercado que chegam a ganhar até R$ 10.000. Confira alguns deles:

  • Estagiário de Fisioterapia: R$ 995;
  • Fisioterapeuta: R$ 3.430;
  • Fisioterapeuta Dermato Funcional: R$ 1.934;
  • Fisioterapeuta do Trabalho: R$ 5.662;
  • Fisioterapeuta Esportivo: R$ 1.773;
  • Fisioterapeuta Home Care: R$ 1.753;
  • Fisioterapeuta Neurofuncional: R$ 1.690;
  • Fisioterapeuta Respiratório: R$ 2.145;
  • Fisioterapeuta RPG: R$ 1.804;
  • Fisioterapeuta Hospitalar: R$ 2.198;
  • Fisioterapeuta Pleno: R$ 4.367;
  • Fisioterapeuta Sênior: R$ 3.807;
  • Fisioterapeuta Júnior: R$ 4.308.

Quais são os benefícios para o fisioterapeuta?

Como o fisioterapeuta, geralmente, trabalha em clínicas e hospitais particulares ou abre seu próprio consultório, os benefícios estarão de acordo com o que a empresa estipular para ele.

Como não há uma exigência por parte da categoria, é necessário consultar as empresas, com antecedência, para se informar sobre os benefícios aplicados por elas. Alguns deles, são mais comuns, como os listados abaixo:

  • Plano de saúde e odontológico;
  • Vale-alimentação/cesta básica;
  • Vale-refeição;
  • Vale-transporte;
  • Seguro de vida.

Qual o piso salarial do fisioterapeuta?

A jornada de trabalho do fisioterapeuta deve ser de 30 horas semanais de acordo com a Lei 8.856, de 1º de março de 1994, mas, seu piso salarial deve ser determinado pelos sindicatos de cada estado.

O Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Rio de Janeiro (SINFITO ― RJ) determina o piso salarial da categoria em R$ 2.432. Em São Paulo, o Sindicato das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos (SINDHOSFIL ― SP) define que o piso salarial deve ser de R$ 2.392.

Não há um piso salarial único para todos os Estados, apesar de estar em tramitação um projeto de Lei (PL 5979/2009) para determinar o valor de R$ 4.650 como piso da categoria de fisioterapia. Já em outros estados, o salário gira em torno de R$ 2.158.

Para aqueles fisioterapeutas que prestam serviços como autônomo, o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) criou uma tabela com valores mínimos que os fisioterapeutas devem exigir no exercício da função. Entenda cada um desses serviços para que você saiba quanto cobrar na hora de oferecê-los.

  • Consulta fisioterapêutica hospitalar, ambulatorial ou domiciliar: R$ 58;
  • Análise cinemática do movimento: R$ 117;
  • Teste de esforço cardiopulmonar com determinação do limiar anaeróbio: R$ 136;
  • Plantão do fisioterapeuta em Unidades de Terapia Intensiva, Semi-intensiva ou de Pronto Atendimento de Urgências e Emergências, por paciente a cada 12h: R$ 136;
  • Pilates ― individual: R$ 58.
veja também:
Quanto ganha um engenheiro mecânico?

Como é a carreira do fisioterapeuta?

Fisioterapeuta

Para seguir carreira como fisioterapeuta é obrigatório concluir a graduação em alguma instituição reconhecida pelo MEC. Após a formação, é necessário obter o registro profissional junto ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito).

Dentro da fisioterapia existem várias áreas em que o profissional pode atuar. Isso pode variar de acordo com a sua especialidade. Inicialmente, você deve trabalhar apenas como fisioterapeuta, mas com o tempo, você pode e deve escolher uma área específica para trabalhar. Conheça algumas delas.

1. Fisioterapia Respiratória

Será o responsável pelo tratamento e prevenção de doenças respiratórias ― asma, bronquite, enfisema, tuberculose ―, além de trabalhar com a reabilitação e prevenção de problemas respiratórios em pacientes imobilizados.

2. Fisioterapia Neurofuncional

Aqui o fisioterapeuta cuida da prevenção e tratamento de disfunções do sistema nervoso central e sistema nervoso periférico. Além disso, deve atuar junto aos pacientes que sofreram sequelas geradas por traumas, acidentes vasculares e alterações genéticas.

3. Acupuntura

O profissional de fisioterapia pode atuar no ramo da medicina tradicional chinesa que aplica agulhas em determinados pontos da pele para tratamento de diversos distúrbios. É uma área em expansão e que está contratando bastante profissionais.

4. Quiropraxia e Osteopatia

A quiropraxia e osteopatia são técnicas de manipulação da coluna vertebral e articulações para promover e restaurar o equilíbrio e bem-estar. O fisioterapeuta pode se especializar nessa área e atuar em clínicas ou consultórios particulares.

5. Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional

Nesse tipo de tratamento, o fisioterapeuta trata disfunções da coluna vertebral, postura, doenças dos membros superiores e inferiores, doenças inflamatórias e reumáticas e amputações. Também é uma área bastante procurada.

6. Fisioterapia Esportiva

A área da fisioterapia esportiva é bastante aplicada em clubes de time de futebol, vôlei, basquete e tantos outros esportes. O Objetivo é a reabilitação, prevenção, tratamento e cuidado de atletas amadores e profissionais.

7. Fisioterapia do Trabalho

O fisioterapeuta trabalha na prevenção, resgate e manutenção da saúde do trabalhador.

8. Fisioterapia Dermatofuncional

Nessa área, o fisioterapeuta trata de disfunções estéticas e aplica terapias de caráter reabilitacional em situações como pré e pós-operatório.

9. Fisioterapia em Saúde Coletiva

O profissional faz uso de princípios e técnicas fisioterapêuticas para promover a saúde de diferentes grupos populacionais.

10. Fisioterapia Oncofuncional

Trabalha com a prevenção e procura minimizar distúrbios causados pelo tratamento do câncer.

11. Fisioterapia Uroginecofuncional

O trabalho do fisioterapeuta é a prevenção e tratamento de disfunções urinárias, fecais e sexuais.

12. Fisioterapia em Terapia Intensiva

Essa área é a mais complexa por trabalhar com pacientes que estão dentro da Unidade de Terapia Intensiva. Trabalha com a prevenção e tratamento de doenças e problemas cardiopulmonares, circulatórios e musculares em pacientes críticos.

13. Pesquisador

O fisioterapeuta pode optar em trabalhar apenas como pesquisador. Por meio de pesquisas, o profissional buscará entender melhor sobre os processos fisioterapêuticos. Com o estudo ele será o responsável em propor melhorias nos tratamentos dos pacientes.

14. Fisioempreendedor

Muitos recém-formados que não querem atuar em hospitais ou clínicas particulares, preferem abrir seu próprio consultório ou até atender os pacientes em suas residências. Para eles, é preferível trabalhar dessa forma por não precisa fazer plantão.

A maioria dessas funções pode ser exercida em hospitais, ambulatórios, enfermarias, centro de terapia intensiva, escolas, clubes, academias e clínicas de estéticas.

Qual o perfil do profissional de fisioterapia?

Profissional de fisioterapia

Como a fisioterapia possui várias áreas de atuação, o profissional precisa saber trabalhar em algumas delas, pois é cobrada a produção de laudos, capacidade de estruturação, execução de trabalho de pesquisas acadêmicas e até gestão. Portanto, existem competências que o fisioterapeuta precisa ter e deveres que ele precisa cumprir.

  • Deve ter formação crítica, reflexiva e humana;
  • Capacidade de atuar em diversos níveis de atenção à saúde humana;
  • Condições de estudar o ser humano, suas capacidades e formas de expressar-se nas esferas patológicas, cinético funcional, psíquicas e orgânicas;
  • Capacidade de elaborar os diagnósticos e prognósticos dos pacientes;
  • Fazer um planejamento estratégico sobre as intervenções fisioterapêuticas;
  • Capacidade de decisão em momentos críticos;
  • Atuar de forma interdisciplinar em diversos âmbitos da profissão na promoção da saúde;
  • Capacidade de atuar nas diversas áreas onde o seu trabalho se faz necessário;
  • Desempenhar atividades de planejamento, organização e gestão de serviços de saúde públicos ou privados;
  • Assessorar e prestar consultoria para empresas.
veja também:
Quanto ganha um biomédico?

Quais as responsabilidades de um fisioterapeuta?

Além do exercício da profissão, o fisioterapeuta possui algumas outras responsabilidades dentro de uma clínica, hospital ou qualquer instituição em que esteja trabalhando.

  • Interpretar exames;
  • Organizar o processo terapêutico;
  • Reavaliar os pacientes sistematicamente;
  • Qualificar e quantificar técnicas terapêuticas;
  • Emitir relatórios, pareceres, laudos e atestados;
  • Planejar atividades de socialização como palestras e conferências;
  • Planejar, organizar e gerir serviços no âmbito público e privado;
  • Trabalhar de forma eficiente em grupos compostos por profissionais da saúde oriundos de diferentes subáreas;
  • Comunicar-se de maneira adequada;
  • Manter postura ética e profissional;
  • Acompanhar o desenvolvimento tecnológico em sua área de atuação;
  • Relacionar conhecimentos de diferentes áreas para auxiliar o indivíduo como um todo.

Onde estudar fisioterapia?

Para exercer a profissão de fisioterapeuta é obrigatória a formação em alguma instituição superior. A área é bastante concorrida, mas existem muitas universidades/faculdades que oferecem o curso.

Fique atento se elas possuem a autorização do MEC para funcionar. Pois, como se trata de um curso na área da saúde, o profissional precisa está bem habilitado para trabalhar e não correr riscos. Confira algumas instituições que oferecem a graduação e são credenciadas pelo MEC. Em algumas delas, você pode ter acesso por meio do ProUni, FIES e até bolsas de estudos, descontos e convênios.

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA);
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS ― MG).

Agora que você conhece quanto ganha um fisioterapeuta, é hora de focar na área que você deseja trabalhar. Por ser uma área da saúde, a preocupação com o bem-estar do outro é primordial para exercer a função. Portanto, se dedique para ser um profissional de sucesso!