Referencial teórico: entenda mais sobre o assunto

Final do semestre está chegando, últimos dias dentro da universidade estão quase completos, e então você percebe que precisa fazer o TCC, a Tese ou projetos escritos para concluir o curso, e agora? Pois é, sempre é bastante complicado, principalmente quando se trata do referencial teórico ou também conhecido como fundamentação teórica.

Geralmente é nessa hora que os alunos se desesperam, principalmente por que é com o referencial teórico que a grande maioria das pessoas são barradas, seja por plágio, medo de errar ou por falta de conteúdo. Que tal conseguir algumas dicas para tornar a produção do seu trabalho acadêmico mais fácil? Então, continue acompanhando esse artigo!

Qual a importância do referencial teórico?

Algumas pessoas podem não acreditar que tenha importância o referencial teórico, pois, pensam que trabalhos acadêmicos consistem basicamente em ler um artigo, escrever algumas coisas sobre e pronto. Mas não é bem assim. Quando escrevemos um trabalho acadêmico, como um TCC, é preciso ter o que os professores chamam de “embasamento”. Ou seja: não dá para escrever um trabalho com base apenas nas suas próprias ideias.

Para fazer um trabalho bem feito, é preciso ir atrás de livros, conteúdos teóricos, sites, arquivos e até mesmo trabalhos de outras pessoas, para conseguir ter um melhor “arcabouço cultural”, ou seja, conteúdo “sólido” para o trabalho. Mas, também não se trata apenas de escrever aquilo que se vê nesses materiais de referência, até porque isso seria plágio. É preciso fundamentação!

O que é fundamentação?

Fundamentação é aquilo que se entende nos artigos ou livros, utilizados como referência, porém, existe a forma certa de transcrever essa referência teórica para o seu trabalho.

Normalmente, se escreve o conteúdo com suas próprias palavras e utilizam-se citações para embasar as afirmações, de modo a “se apropriar” da voz do autor para afirmar o que deseja propor no trabalho.

Diferença entre referencial teórico e referência bibliográfica

Outro dos grandes problemas encontrados no meio acadêmico, no que diz respeito a elaboração de trabalhos, é a dificuldade para distinguir a diferença entre referencial teórico e referência bibliográfica. Como são nomes bastante parecidos é mais do que comum essa confusão.

A grande diferença entre referencial teórico e referência bibliográfica é que, o primeiro se refere a autores nos quais o aluno embasa seu trabalho para produzir o conteúdo, colocando citações e afirmações para deixá-lo bem elaborado.

Já a referência bibliográfica é a lista de livros, autores, sites, etc., utilizados como fonte para o conteúdo que será escrito. A fundamentação teórica (referencial teórico) normalmente fica no meio do trabalho, já a referência bibliográfica fica no final do trabalho (dá para considerar como as “letrinhas” de créditos, de quando um filme acaba).

Devo colocar o referencial teórico no sumário?

Se no trabalho acadêmico foi escrito com o referencial teórico e seu entendimento tudo em um mesmo capítulo, deve constar no sumário o referencial teórico. Muitas vezes, essa informação deve ser incluída em um capítulo intitulado como Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico.

Por isso, é de extrema importância não esquecer de destacar o referencial teórico, pois, é ali que o avaliador vai procurar onde você buscou as ideias para elaborar o seu trabalho. Vale ressaltar que você nunca deve esquecer de que, todo autor que você citar no texto ou dos quais fizer uma citação, deve constar no final do trabalho. Você se lembra da referência bibliográfica? Então, não esqueça de colocá-los lá também!

veja também:
Pesquisa exploratória: o que é? qual o seu uso e dicas sobre o assunto

O referencial teórico tem que ser no formato ABNT?

Sim, como todo o trabalho que está sendo produzindo, ou melhor: como todo conteúdo do trabalho de fundo acadêmico, o referencial teórico também deve ser escrito no formato proposto pela ABNT.

Dentro do referencial teórico você encontrará algumas formas de citações, por isso, fique atento a qual tipo usar e quando usar. Quando utilizar as citações para embasar o trabalho, é preciso estar ciente de qual se deve usar e qual não usar.

Os dois tipos de citações que encontramos em fundamentações teóricas são, citações diretas e indiretas, por isso, o referencial teórico ABNT é obrigatório. Veja a diferença entre esses dois tipos de citações:

  • Citações diretas são aquelas nas quais transcrevemos o que um autor está dizendo diretamente, ou seja, com as próprias palavras dele. Assim, reproduzimos o conteúdo idêntico ao da fonte de onde retiramos. Por isso, devemos colocar o nome do autor, o livro que consta a citação, a página onde consta a parte transcrita e o ano que foi lançado ou dito, tal citação.
  • Citações indiretas são as citações que possuem mais de 3 linhas e devem ser colocadas no final de uma afirmação sua, pulando uma linha. Funciona como seu fosse uma “comprovação” da sua afirmação. Deve ser incluída com as mesmas informações da citação direta, porém, com o texto colocado a direita e com a fonte menor que o texto padrão.

Veja um exemplo: Segundo Rónai (2012, p. 21), “pensa-se geralmente que a tradução fiel é a tradução literal, e que, portanto, qualquer tradução que não seja literal é livre”.

Existem também as citações indiretas dentro do referencial teórico, que normalmente causam um pouco mais de dor de cabeça nos acadêmicos. Isso porque se trata de uma tradução do texto original, ou seja, você transcreve com as suas palavras o que já foi dito pelo autor sem mudar o sentido da frase ou trecho. Nela, coloca-se entre parênteses o último nome do autor e o ano que foi dito.

Posso construir a introdução com referencial teórico?

Construir a introdução com referencial teórico é algo muito importante, pois, a partir do que você apresentar em sua introdução, os avaliadores entenderão o que será apresentado no restante do trabalho.

Com isso, se em sua introdução já constar um embasamento teórico, a primeira impressão do avaliador será mais respeitosa, afinal, essa configuração em seu trabalho mostra que você sabe do que está falando e tem sim uma fundamentação por trás do que você quer apresentar para a banca.

No entanto, tome cuidado com algo que acontece com frequência: alguns alunos se esquecem de que aquele trabalho é primeiramente dele e que apenas foi fundamentado em outros autores, que já possuem um nome.

Assim, muitas vezes os alunos se esquecem disso e acabam colocando tantas citações diretas e citações indiretas em seu trabalho, que o conteúdo se torna praticamente apenas citações de outras pessoas.

Sendo assim, não tenha medo de colocar referencial teórico no conteúdo do seu trabalho, mas tenha cautela na quantidade de citações.

veja também:
Margens ABNT: qual é a formatação correta e como fazer

Referenciais teóricos prontos, devo arriscar?

Ao navegar pela internet em busca de “apoio” para elaborar um trabalho acadêmico, é possível encontrar de tudo um pouco, até mesmo referencial teórico com exemplos prontos. Com essa facilidade, muitos alunos acabam caindo na dúvida de usar ou não, esses conteúdos prontos.

A nossa dica é que o ideal mesmo é sempre procurar os conteúdos e lê-los, de modo a você mesmo proporcionar a fundamentação para o seu trabalho. Mas, em alguns casos, o uso de referencial teórico pronto, pode dar uma ajudinha sim. Use com parcimônia.

Na internet nós podemos encontrar referencial teórico pronto para pedagogia, letras, matemática, entre vários e vários outros cursos. Tenha cuidado, porém, com as fontes das quais você irá extrair esse conteúdo pronto. Afinal, você não quer que o seu trabalho tenha uma fundamentação ruim, não é?

Por isso, aqui vai mais uma dica bastante importante para você que precisa encontrar referencial teórico com exemplos prontos.

Como encontrar referencial teórico pronto, na internet

O primeiro passo é procurar diretamente em trabalhos que possuem o mesmo tema ou temas relacionados. Com isso, é possível identificar os autores que estão sendo utilizados nesses trabalhos, e fazer a busca pelo conteúdo com base nesses nomes, tornando a procura mais rápida e intuitiva.

Outro método para encontrar um referencial teórico pronto com mais facilidade é fazer a busca diretamente em sites específicos como “google acadêmico”. Nesses sites é possível encontrar um acervo de trabalhos acadêmicos com temas diversos.

A grande maioria desses trabalhos costumam estar disponíveis em formato PDF, que é um formato que impede que a alteração do conteúdo do artigo. Por isso, você pode ficar tranquilo, pois, o conteúdo tende a ser confiável.

Mas, vale reforçar que os professores e o orientador sempre devem ser considerados a maior fonte de informação e ideias, quando o assunto é referencial teórico. Eles têm muita experiência, portanto, sempre saberão informar os melhores caminhos para você conseguir todas as informações que precisa para compor um ótimo trabalho.

Quer saber um pouco mais?

Conhecimento nunca é demais, não é mesmo? Por isso, nunca pare de pesquisar e ir mais a fundo nos conteúdos que você se interessa ou precisa conhecer. Como ouvimos por aí, beleza não é nada sem conteúdo, por isso, não adianta produzir um trabalho bonito sem conteúdo fidedigno para mostrar!

Para saber um pouco mais sobre referencial teórico você pode pesquisar em sites da ABNT, em sites acadêmicos e se informar na sua instituição de ensino, também! Se você gostou do conteúdo, compartilhe-o e não deixe de seguir nossas novidades!