Tipos de conhecimento: conheça os principais e entenda cada um deles

Conhecimento significa compreensão ou percepção por meio da razão e/ou da experiência. É ter ideia ou noção de algo. Está ligado a experimentos, saberes e revelações. Contudo, não há apenas um tipo de conhecimento. Para entender a diferença entre os diversos tipos de conhecimento, confira a leitura deste texto. Iremos apresentar quais são os tipos de conhecimento, exemplose suas definições.

O ser humano é um ser racional. Por isso, podemos observar, refletir e agir sobre o mundo ao nosso redor. A partir desta característica da humanidade, diversos saberes surgiram ao longo da história. Há várias vertentes de conhecimento, desde o mais informal até o acadêmico. Para conhecer e entender melhor cada um dos principais deles, vamos falar sobre o conhecimento empírico, científico, teológico e filosófico.

Tipos de conhecimento: empírico

O conhecimento empírico é, dentre ostipos de conhecimento, o do senso comum. Ou seja, é o conhecimento popular, do cotidiano, no dia a dia. É o aprendizado que todos nós adquirimos ao longo de toda a vida, desde o nascimento. O adjetivo empírico significa algo que é baseado na experiência, na prática.

É possível notar o conhecimento empírico em um bebê que costuma jogar objetos no chão, por exemplo. Ou em crenças transmitidas de geração para geração, tão populares e presentes em nossa cultura, como o entendimento de que chá de boldo é bom para o estômago.

É comum que quem vive da pesca ou da agricultura familiar possua muitos mecanismos baseados no conhecimento empírico: por estarem em contato com este mundo diariamente, aprendem na prática o que funciona ou não. Outro tipo de conhecimento, como o científico que falaremos mais adiante, pode até ser agregado a ele, mas não depende dele. Muitas famílias adquirem estes conhecimentos e passam de pais para filhos.

Não há uma análise crítica e não exige uma comprovação, por isso, está sujeito a erros. O conhecimento empírico pode ser relacionado a fenômenos humanos ou naturais, mas que não exige embasamento científico ou estudo que o transforme em fatos.

Para ilustrar melhor este tipo de conhecimento, o leitor pode assistir ao filme “Quase Deuses”, de 2004. O longa retrata uma investigação médica na década de 30, à qual um dos personagens, sem nenhuma formação científica formal, consegue contribuir com seu conhecimento popular.

Tipos de conhecimento: metodologia científica

A metodologia científica, ou conhecimento científico, é talvez o mais valorizado nos tempos atuais em nossa cultura ocidental. Este tipo de conhecimento é que pode atestar ou refutar uma teoria a partir de métodos e análises. A lógica do conhecimento crítico é de um pensamento lógico, crítico e analítico. Ele pode analisar teorias do conhecimento empírico, por exemplo, para comprová-lo ou não.

Por exemplo, até algum tempo atrás, algumas pessoas acreditavam no conceito criado popularmente que manga com leite fazia mal para a saúde. O conhecimento científico, porém, pode fazer análises laboratoriais e provar o contrário: que estes ingredientes possuem nutrientes que são bons para a saúde.

No Brasil, todos os medicamentos podem apenas ser comercializados e utilizados após testes laboratoriais que comprovem sua eficácia, ou seja, apenas após comprovação através do conhecimento científico.

veja também:
Introdução de TCC: o que é, como fazer e modelos prontos para usar

Mas a ciência não se resume a experimentos laboratoriais. Ela está ligada à investigação através de experimentações realizadas por meio de um método científico, no qual predomina a análise dos fatos para descobrirem-se as causas para um evento. Além disso, o conhecimento científico busca explicar quais são as consequências e forças naturais que determinam estas causas.

Este tipo de conhecimento ganhou mais força a partir do século XVI com os estudos feitos por Galileu, com a Lei da gravidade, e Descartes, conhecido com o pai da matemática moderna.

O conhecimento científico se caracteriza principalmente por sua qualidade sistemática, ou seja, é exato e explicado. Isso o torna útil para o surgimento da aquisição de outros conhecimentos. Ele pode surgir a partir de um problema particular, mas servirá de embasamento para vários outros conhecimentos e estudos ao longo de toda a história.

São muitos os filmes que ilustram bem o conhecimento científico, desde alguns com histórias fictícias até muitos baseados em fatos reais, contando a história de pessoas que realizaram grandes feitos e deixaram sua marca na história da ciência. Veja alguns exemplos:

O óleo de Lorenzo (1992)

Os pais de um menino de 8 anos com uma doença degenerativa lutam contra o prognóstico dado pelos médicos de que não podiam fazer nada para tratá-lo. O casal não aceita a situação e busca a solução para o problema a partir de livros de química e medicina. A aplicação do método científico e o poder da ciência são muito bem ilustrados neste longa.

Uma mente brilhante (2001)

O filme retrata a linha de pesquisa do matemático John Nash no desenvolvimento da teoria dos jogos e geometria diferencial, enquanto lutava contra a esquizofrenia.

A teoria de tudo (2014)

Este filme retrata a história do grande astrofísico Stephen Hawking e todos seus feitos, mesmo com as limitações físicas da doença.

O jogo da imitação (2014)

O filme mostra a trajetória do pai da computação, Alan Turing, e seus feitos durante a Segunda Guerra Mundial.

Conhecimento filosófico

O conhecimento filosófico nasce a partir do questionamento da realidade, mas diferente da ciência, estuda questões abstratas, subjetivas, e assim impalpáveis e impossíveis de ser verificadas. Este tipo de conhecimento, portanto, não pode ser atestado ou refutado, por isso baseia-se no método de dedução.

Ele está relacionado com a capacidade do ser humano de estudo e interpretação do universo que o envolve. É a busca do saber através de um raciocínio de ideias e da reflexão humana de temas como moral, ética, verdade, etc. Este tipo de conhecimento não é estático: assim como o ser humano, está em constante transformação.

Exemplos do conhecimento filosófico estão muito presentes em questionamentos, como “qual o sentido da vida?”, ou “a tecnologia é realmente vantajosa para o homem?”.

Através do cinema é também possível buscar ilustrações para maior compreensão sobre o conhecimento filosófico, especialmente aqueles que dão “um nó” na cabeça e que deixam o espectador refletindo após o término. Veja algumas sugestões:

  • Show de Truman (1998)
  • A origem (2010)
  • Black Mirror (série da Netflix com 3 temporadas)
  • Matrix (1999)
  • A vila (2004)
  • O feitiço do tempo (1993)
  • Inteligência Artificial (2001)
  • Laranja Mecânica (1972)
veja também:
Resenha crítica: descubra como fazer e dicas de formatação

Dentre os tipos de conhecimento, aepistemologiaé também uma vertente da filosofia que se conecta à ciência. A epistemologia é um estudo crítico dos resultados e hipóteses do conhecimento científico. Por isso, é também conhecida como a filosofia da ciência.

Conhecimento teológico

O último tipo de conhecimento que vamos apresentar aqui é o conhecimento teológico, também conhecido como conhecimento religioso ou mítico. É um conhecimento dogmático, inquestionável, pautado na fé, por isso são verdades que não podem ser comprovadas.

No contexto ocidental, a maior força do conhecimento teológico está ligada ao Cristianismo, baseado na Bíblia. A transmissão deste tipo de conhecimento se dá a partir da narrativa. Quando o conhecimento teológico é organizado e sistematizado em uma corrente doutrinária, ele pode se materializar em uma religião.

Exemplos de conhecimento teológico: Deus é o criador do mundo e de todas as coisas. Acreditar que alguém foi curado por um milagre. Acreditar em reencarnação.

No cinema, é possível também se apropriar do conhecimento teológico, como nos seguintes filmes:

O Nome da Rosa (1986)

Após uma série de assassinatos em um mosteiro italiano, um monge franciscano inicia uma investigação, travando uma guerra entre franciscanos e dominicanos.

O óleo de Lorenzo (1992)

Além de ilustrar o conhecimento científico, como apresentamos anteriormente, neste filme é possível também apropriar-se de exemplos do conhecimento teológico.

Amor além da vida (1998)

Um casal é acometido pela morte de seus filhos em um acidente. Anos depois, o marido morre e vai para o Paraíso. Lá, ele descobre que sua esposa cometeu suicídio e foi mandada para outro lugar. Por isso, ele decide tentar achá-la.

Tipos de conhecimento – resumo

Neste artigo, você pode conhecer mais sobre diferentes tipos de conhecimento: o empírico, o científico, o filosófico e o teológico. Além disso, você conheceu suas definições, exemplo e ainda recebeu dicas de filmes que ilustram cada um dos tipos de conhecimento aqui apresentados.

Se você gostou deste artigo, compartilhe-o com seus amigos em suas redes sociais. Para mais conteúdos como este, além de temas ligados à carreira e vida profissional, continue em nossa página.