O que é e para que serve o pitch? Saiba mais!

Preocupado em não conseguir fazer uma boa apresentação da sua “startup” para um investidor ou está mais preocupado em não conseguir vender o seu produto? Bom, saber como apresentar um bom pitch é essencial. Mas, o que é pitch startup? Essa e outras perguntas podem surgir facilmente na sua cabeça, principalmente quando o investidor diz: “apresente um pitch de 1 minuto, em tal dia…”. E agora? Continue acompanhando para entender melhor e se sair bem nessa!

Entenda o que é pitch

Se você trabalha na área de investimentos ou trabalha vendendo algum tipo de produto, provavelmente já deve ter ouvido falar de “pitch”. Caso não tenha ouvido falar, o Tua Carreira explicará e responderá perguntas como: “O que é pitch startup?”, “O que é e para que serve o pitch?”, “O que é um pitch de vendas?” e “Como fazer um pitch de vendas?”. Então, fique ligado e continue acompanhando abaixo para saber mais.

“Ok, mas e aí, o que é e para que serve o pitch?” Respondemos: pitch é basicamente uma apresentação, onde uma pessoa procura “vender” um produto para outra. Tal produto pode ser uma empresa, um objeto e até mesmo a si próprio, ou seja, seus conhecimentos profissionais, o que é chamado de “Pitch Pessoal”.

De forma mais objetiva, “Pitch” tem o significado de “passo, arremesso”, usada para dar ideia de que se trata de algo rápido. Essa palavra é usada no ramo de investimentos também, para sugerir “uma conversa rápida”.

Existem diversos tipos de pitch mas, de forma geral, praticamente 100% deles é feito de uma maneira padronizada. A primeira coisa que você precisa saber ao montar uma apresentação de pitch startup é que nenhum pitch é infalível. Pessoas levam anos estudando técnicas de apresentação de pitch para que consigam apresentar um pitch quase perfeito. Por isso, não se preocupe, apresente e faça o seu melhor. Isso é o mais importante.

O que é Pitch elevator?

Pitch elevator é uma expressão usada para descrever o tipo de pitch que deve ser apresentando em no máximo 60 segundos. Exatamente: 1 minuto de apresentação. Por isso, ele leva esse nome, por ser uma apresentação rápida, assim como uma conversa no elevador.

Normalmente quando uma pessoa apresenta um projeto buscando ser financiada pelos investidores, eles costumeiramente informam o tipo de pitch que querem que seja apresentado. O tipo de pitch na verdade, está mais ligado ao tempo que a pessoa tem para apresentar, sendo que existem pitchs de:

  • 1 minuto (Pitch elevator);
  • 3 a 5 minutos;
  • 7 a 10 minutos;
  • 20 minutos.

É importantíssimo saber quanto tempo você terá de apresentação, principalmente para poder programar a apresentação com calma, de modo a conseguir dizer tudo que é relevante para “vender” o que você terá que apresentar.

veja também:
Quiz: 8 curiosidades sobre o trabalho que você não sabia

Pitch é algo que deve ser programado e cronometrado, para que assim, os investidores não fiquem entediados no meio da apresentação ou falte alguma informação que seria importante. Lembrando que para um investidor, tempo é dinheiro.

Diferentes tipos de apresentação de pitch startup

Como citado acima, existem diferentes tipos de pitch e, por isso, é extremamente importante você saber o que apresentar para o investidor dentro do tempo limite. De acordo com a página do StartSe, existem certos aspectos julgados como os mais importantes a serem apresentados. Por isso, saber o que falar dentro do tempo certo é bastante importante, conforme exemplos abaixo:

Pitch de 1 minuto (Pitch elevator)

É indispensável que dentro desse tempo o apresentador foque nas principais características e no potencial do que ele estiver vendendo, sendo o mais objetivo possível. Os principais pontos que devem ser abordados são os pontos básicos do projeto, como o objetivo do que está sendo vendido, quem é o seu público e qual o diferencial do produto. Com este curto limite de tempo, não é recomendável utilizar material de apoio. Apenas fale.

Pitch de 3 a 5 minutos

Nesse caso também é indispensável focar nas informações mais essenciais da sua proposta, de forma objetiva, para garantir o tempo limite. No entanto, como há alguns minutos a mais, dá para citar maiores detalhes e explanar mais o que tiver dito.

Se a ideia for vender um produto ou uma startup, uma sugestão é falar sobre a equipe envolvida, como seus skills e experiências; além do foco da startup e mercado que está envolvido. Para auxiliar, agora que tem um pouco mais de tempo, é possível usar algum material de apoio, como por exemplo, slides. Nada muito comprido, apenas o essencial.

Pitch de 7 a 10 minutos

Agora sim! Com este tempo o apresentador pode focar em conseguir elaborar um bom material de apoio para auxiliá-lo no decorrer da apresentação. As informações acima continuam sendo imprescindíveis, mas, agora tendo mais tempo para a apresentação, o material de apoio pode ser mais bem trabalhado para conseguir chamar a atenção dos investidores. É também uma boa oportunidade mostrar as projeções financeiras e expressar o tamanho do mercado que o produto estará envolvido.

Pitch de até 20 minutos

Com um pitch tão longo, provavelmente o desafio será ainda maior, mas as vantagens, também. Um fato interessante, é que dispondo de um tempo relativamente grande, é preciso atentar-se em manter a atenção do investidor durante o tempo inteiro. Afinal, caso ele mostre desinteresse, significa que você o está perdendo. Por isso, manter uma narrativa didática, interessante e objetiva é muito importante.

veja também:
Você sofre com a timidez no trabalho? Aprenda como enfrentá-la

Uma boa dica é contar a importância do projeto para a sua vida, de onde surgiu e como pensou nele. Claro, não contando um livro de 1.000 páginas, mas de forma sucinta, clara e empolgante. Isso pode facilmente intrigar o investidor e chamar a sua atenção.

Uma outra dica interessante é deixar preparado um slide do pitch pronto com algumas informações extras. Como por exemplo: possíveis respostas para perguntas que podem acabar surgindo após a apresentação, além de estatísticas sobre o potencial do produto ou startup. Se o investidor estiver interessado, ele poderá fazer algumas perguntas que você pode mostrar em análises de indicadores, sendo que estar preparado para mostrar isso, vai lhe render uma boa credibilidade.

Agora entendido o que é pitch startup, entenda o que os investidores querem!

Quando está apresentando um pitch, os investidores normalmente vão prestar atenção em algumas coisas que são importantes para ele, enquanto em outras ele não mostrará tanto engajamento. Afinal de contas, algumas informações para ele são mais interessantes do que outras. Isso é o que fará ele investir ou não no seu projeto.

Em alguns pontos o investidor prestará mais atenção, como por exemplo:

  1. Projeção financeira;
  2. Equipe;
  3. Concorrentes;
  4. Propósito da empresa;
  5. Modelo de negócio;
  6. Produto;
  7. Tamanho do mercado;
  8. Problema;
  9. Solução.

Aqui sugerimos inclusive, uma ordem para a sua apresentação do pitch, de modo a prender bem a atenção dos investidores. Por isso, busque focar nestes pontos para conquistar mais a atenção de todos.

Agora que você já sabe pelo menos o básico sobre o pitch, basta preparar uma boa apresentação e focar em seus pontos mais importantes. Não se esqueça de saber quanto tempo você terá de apresentação, afinal, não adianta preparar 20 minutos quando a apresentação terá apenas 5. Então, planeje-se para atender as expectativas.

Gostou do nosso conteúdo? Continue nos acompanhando e fique por dentro de todas as novidades que trazemos para nossos leitores.