Auto sabotagem no trabalho: o que é, como identificar e enfrentar este comportamento

Você se considera um auto sabotador? A auto sabotagem, também chamada de auto boicote, pode ser bastante prejudicial no trabalho, separando você de seu sucesso profissional. Para saber mais sobre o comportamento de auto sabotagem no trabalho, de onde ele surge e como evitá-lo, acompanhe as dicas que apresentaremos neste artigo.

O que é auto sabotagem?

A auto sabotagem ou auto boicote é a atitude praticada involuntariamente que prejudica seu dia a dia ou sua vida como um todo. Pessoas com comportamento auto sabotador raramente se dão conta de que agem desta forma.

Na maioria das vezes, o indivíduo atribui as causas do que dá errado em sua vida ao universo, ao destino, ao azar, inferno astral, a Deus, aos outros, mas nunca a si mesmo.

Ou até mesmo quando assume o “erro”, deixa-se dominar pelo sentimento de fracasso e não busca um caminho diferente.

É comum que os auto sabotadores sejam pessoas que se deixem dominar pela sensação de desmerecimento ou incapacidade. Estas pessoas, em geral, possuem baixa autoestima, insegurança e temem novos desafios. Se comportam de forma impulsiva e se sentem constantemente frustradas, incapazes, culpadas, retraídas, desesperançadas, ressentidas ou tristes.

Você é um auto sabotador?

Será que você é um auto sabotador? Reflita se você se identifica com estes exemplos:

  • As pessoas dizem que você reclama demais das coisas;
  • Você usa o botão “soneca” com frequência, o que acaba gerando seu atraso no trabalho;
  • Você não prestou aquele concurso público nem se candidatou àquela vaga de emprego porque já sabia que não tinha chances de conseguir;
  • Após um erro, você jurou a si mesmo que não iria cometê-lo novamente; mas quando percebeu, teve a mesma atitude de novo;
  • Mesmo sem a intenção, você se pega negligenciando metas do trabalho;
  • Você tem dificuldade de se relacionar com seus colegas ou chefes de trabalho;
  • Tem dificuldade de permanecer no mesmo emprego;
  • Quando algo dá certo, você olha a situação com desconfiança.

Se situações como estas são familiares para você ou se assemelham a comportamentos seus, você provavelmente é um auto sabotador.

Na auto sabotagem, o indivíduo tende a permanecer na zona de conforto. Mas não se engane: a zona de conforto não é sinônima de algo agradável. Pelo contrário, ela pode representar uma situação insatisfatória, mas o medo do desconhecido é tão grande que a pessoa se permite continuar vivendo nesta situação desagradável; porém conhecida, familiar.

Por medo do desconhecido, a pessoa insiste nas mesmas atitudes. Contudo, agir sempre da mesma forma vai gerar os mesmos resultados.

Auto sabotagem no trabalho

No ambiente profissional, a auto sabotagem pode ser identificada naquela pessoa que reclama constantemente, mas não faz nada para mudar. Muitas vezes, os motivos de sua insatisfação são consequências de suas próprias escolhas, mas ela não consegue perceber isso. Isto porque o comportamento auto sabotador é, na maioria das vezes, inconsciente.

veja também:
Descubra como trabalhar no Google Brasil

O auto sabotador procrastina, se atrasa com frequência, “se enrola” em suas tarefas e acaba perdendo prazos, deixa de “abraçar” oportunidades para as quais é totalmente capaz, mas não percebe.

Além da perda de oportunidades, o mais grave é que o profissional pode sofrer maiores prejuízos, como dificuldade em manter-se estável em um emprego.

Por que nos auto sabotamos

Por que algumas pessoas adotam atitudes tão destrutivas? Segundo a Psicologia, a origem deste tipo de comportamento está relacionada a relações negativas vivenciadas no passado. Estas vivências ocorreram em especial na infância, momento de desenvolvimento do indivíduo e formação da personalidade. As figuras de maior influência sobre a criança são, na maioria das vezes, os responsáveis pela “produção” do trauma, que pode virar um comportamento auto sabotador na vida adulta.

Em outros casos, talvez uma experiência frustrada no ramo profissional, por exemplo, tenha deixado marcas mais profundas, levando o indivíduo a comportamentos automáticos de auto sabotagem no trabalho.

Mas é comum que a pessoa que se comporte como um auto sabotador no trabalho repita tal comportamento em outros ramos de sua vida.

Às vezes, somente alguém próximo do auto sabotador é capaz de mobilizá-lo para perceber este padrão de comportamento.

Crenças negativas ou limitantes

O conceito de crenças negativas (ou crenças limitantes) é importante para compreender o pensamento de quem é auto sabotador. Por motivos diversos ao longo de sua vida, estas pessoas desenvolvem crenças (ou seja, tomam uma ideia como verdade absoluta) negativas, que o impedem de ser bem-sucedido em determinada tarefa.

Por exemplo, uma pessoa que tinha muito medo de dirigir, fez aulas e até conseguiu tirar sua habilitação, mas não se permitiu “encarar o volante” depois disso. Ela estagnou no meio do processo de aprendizagem; e pelo medo, passou a acreditar que dirigir “não era para ela”.

É comum que crenças negativas se desenvolvam a partir de uma experiência frustrada. Mas o processo de evolução e aprendizado é composto por uma sucessão de falhas, até que se chegue ao acerto. A criança que está aprendendo a andar, por exemplo, cai diversas vezes até conquistar o equilíbrio para andar sozinha. Assim é por toda a vida, mas conforme crescemos e amadurecemos, podemos ser mais intimidados pelas falhas.

Como superar a auto sabotagem no trabalho

A forma de lidar, então, com estas crenças negativas que se materializam em comportamentos de auto sabotagem é através de seu rompimento, constituindo um novo olhar para as experiências.

veja também:
Qualidades para entrevista de emprego: saiba o que dizer

É claro que a situação não é tão simples, mas algumas atitudes podem ser tomadas para a melhoria. Veja as dicas que separamos para você:

1. Reconheça suas atitudes destrutivas

Reconhecer o problema é o primeiro grande passo para lidar com ele. Identifique quais comportamentos o atrapalham no trabalho, como a procrastinação, distrações durante o expediente, desculpas para deixar de cumprir uma tarefa, atrasos, etc.

2. Seja proativo

Sair do marasmo e partir para a ação é importante e eficaz. Tomar a frente e ter iniciativa garante boa imagem profissional e o distrai dos pensamentos de auto sabotagem.

3. Disciplina

Quanto mais disciplina e organização você tiver, menos espaço para a auto sabotagem você terá. Adote aquela máxima do “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”.

4. Lista de conquistas

Faça uma lista de suas qualidades profissionais e conquistas. Se achar muito difícil de reconhecer suas potencialidades, dê atenção aos elogios que recebe. Atribua para si aquela característica que você não consegue enxergar sozinho, mas que é percebida por quem convive com você. E lembre-se de celebrar até as pequenas conquistas para valorizar os aspectos positivos.

5. Não se abale com falhas

As falhas são parte da vida. Não se permita abalar pelas pequenas (e inevitáveis) derrotas. Ao cair, levante-se e siga em frente.

6. Aprenda com os erros

As falhas são importantes principalmente para o aprendizado. Por isso, olhe para o erro como uma lição, e não como um fracasso.

Alguns casos de auto sabotagem podem ser mais críticos e se repetirem na vida como um todo, ainda mais quando a raiz do problema foi alguma vivência traumática do passado. Em casos como estes, se as dicas apresentadas aqui não resolverem, o melhor caminho é buscar a psicoterapia.

Auto sabotagem no trabalho

Aqui, você aprendeu o conceito de auto sabotagem e o porquê de tal comportamento. Além disso, demos dicas de como identificar esta característica em si mesmo e de como lidar com ela.

Espero que este conteúdo tenha sido útil para você. Caso ele tenha o ajudado, compartilhe-o em suas redes sociais!Acompanhe-nos para novidades e dicas como estas. Até a próxima e sucesso!