Trabalho home office: conheça mais sobre o trabalho remoto

Pesquisas indicam que a maioria dos brasileiros, se tivesse a opção, escolheriam trabalhar de casa. A modalidade de trabalho home office tem ganhado força, especialmente após sua regulamentação com a Reforma Trabalhista de 2017 e com o crescimento de profissionais empreendendo seu próprio negócio. Se você faz parte do grupo que sonha em trabalhar de casa, acompanhe a leitura a seguir e saiba mais sobre o home office.

Escritório em casa

De acordo com uma pesquisa da SAP, o home office vem crescendo no Brasil e globalmente. 35% dos trabalhadores em todo o mundo atuam hoje nesta rotina. No Brasil, 80% do total de home officers estão concentrados na região Sudeste. As empresas que mais adotam este modelo são as de TI, telecomunicações e serviços.

Nos casos de profissionais registrados ou contratados por empresas como prestadores de serviço, o mais comum no país hoje tem sido o modelo híbrido: intercalando dias de atividades remotas e dias de atividades no escritório.

O termo home office vem do inglês, e significa “escritório em casa”. Outros termos adotados e que se referem à mesma prática são trabalho remoto ou teletrabalho.

Sua popularidade tem sido influenciada pelo aumento da qualidade da internet; maior oferta de softwares e aplicativos de comunicação que permitem reuniões remotas, como o Skype, Whatsapp e Zoom; redução de custos e crescimento de demanda por profissões cada vez mais informatizadas.

Um divisor de águas para esta prática no Brasil ocorreu com a regulamentação do home office com a Reforma Trabalhista, em 2017.

Home office e reforma trabalhista

Em 2017, entrou em vigor a Lei nº 13.467, incorporada à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Ela garante aos profissionais remotos (que atuam com o teletrabalho, como denominado na lei) os mesmos direitos e deveres que os funcionários presentes no escritório.

Para fins de compreensão, a lei descreve, no artigo 75-B da CLT, o que considera como teletrabalho:

“Art. 75-B. Considera-se teletrabalho a prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação que, por sua natureza, não se constituam como trabalho externo.”

Caracteriza-se, então, como teletrabalho (ou home office) a atividade realizada pelo profissional que está virtualmente presente no local de trabalho, por meio de tecnologias como telefone e internet.

É importante apontar que não é considerada teletrabalho a atividade de vendedores externos ou outros profissionais que executem atividades externas, como de manutenção ou instalação.

A lei versa ainda sobre o custeio do trabalho remoto. Cabe ao empregador arcar com custos de equipamentos, programas, internet, energia elétrica ou outros gastos gerados pela atividade profissional durante o teletrabalho.

Por outro lado, os benefícios podem sofrer variação. O vale-alimentação, por exemplo, só é garantido se estiver previsto em Convenção Coletiva.

Para quem é contratado no regime celetista ou prestador de serviços para uma empresa, é possível identificar vantagens e desvantagens em adotar o sistema de teletrabalho.

Dentre as vantagens, estão:

  • Eliminação de tempo gasto pelo profissional no trajeto casa – trabalho;
  • Melhor mobilidade urbana (quanto mais pessoas trabalhando em home office, menos veículos estarão nas ruas em horários de pico ou haverá menos pessoas demandando o transporte público);
  • Melhor qualidade de vida do profissional;
  • Flexibilidade de horários em alguns casos.
veja também:
O que é o colaborador em uma empresa?

Estudos indicam que o trabalho remoto garante maior produtividade e foco, um benefício tanto para a empresa quanto para o profissional.

Dentre as desvantagens encontradas, estão:

  • Isolamento do profissional, impedindo ou diminuindo a troca de experiências. Outro ponto sobre este tema é que o isolamento pode provocar impacto também no aspecto emocional do profissional.
  • Risco de exigência maior do que a cabível para a carga horária.

É possível que o controle da empresa seja feito por tarefas, não por carga horária. Isto pode ser positivo ou negativo, já que há o risco de o empregador exigir tarefas que demandem tempo demais do profissional (mais do que as 44 horas semanais propostas por lei, sem pagar os direitos a horas extras).

Em outros casos, algumas organizações adotam o ponto eletrônico, aplicável também para o home officer.

Cargos que podem ser realizados remotamente

Se você ainda não tinha se atentado para este nicho, veja alguns exemplos de cargos que podem ser realizados em casa, dependendo de seu empregador:

  • Agente de turismo;
  • Jornalista;
  • Profissional da Tecnologia da Informação;
  • Vendas internas;
  • Tradutor;
  • Professor (tutoria online);
  • Consultor de diferentes áreas;
  • Auditor fiscal;
  • Telemarketing;
  • Assistente de diversas áreas, entre muitos outros.

Algumas organizações ainda estão em processo de experimentar esta nova prática, mas uma boa proposta é começar pelo modelo híbrido.

Empreendedorismo home office

Se você deseja ser dono do próprio negócio ou está encontrando dificuldades de se recolocar no mercado de trabalho, há muitas atividades que você pode executar através do home office.

Caso ainda não saiba por onde começar, comece refletindo sobre o que você gosta de fazer e o que pode ser feito pelo computador. Pesquise, converse com outras pessoas, amplie seus horizontes.

Veja algumas áreas em potencial para você começar a empreender com o home office:

  • Marketing digital;
  • Secretária/assistente remota;
  • Marketing de conteúdo;
  • Influenciador digital;
  • Negócios digitais;
  • Micro franquias;
  • Psicólogo (o atendimento online foi recentemente regulamentado pelo Conselho Federal de Psicologia);
  • E-commerce (vendas pela internet);
  • Organização de festas e eventos.

Estas são apenas algumas ideias para servirem de inspiração, mas analise o seu conhecimento, área de formação, interesses pessoais e demandas do mercado para fazer sua escolha.

Após decidir por qual caminho empreender, é válido adotar algumas práticas para o sucesso de seu negócio.

Por exemplo, monte um plano de negócios e adote estratégia de marketing para divulgar seu trabalho.

Cuide das finanças: conforme o dinheiro entrar, reserve uma parte para reinvestir em seu negócio.

Para se regularizar enquanto empreendedor (pessoa jurídica), também será necessário abrir uma MEI, sistema do Microempreendedor Individual.

E lembre-se de manter o aprendizado constante, para manter-se competitivo no mercado.

veja também:
Maquiagem para entrevista de emprego: aprenda a se maquiar da forma correta

Por fim, seja como profissional contratado por uma empresa ou como empreendedor, é importante seguir algumas dicas para tirar o melhor proveito da prática de home office.

Como organizar a rotina de home office

Veja algumas dicas que reservamos para você ter uma ótima experiência no trabalho home office:

1. Boa conexão de internet

Por se tratar de uma atividade que depende totalmente da tecnologia, o primeiro passo é garantir uma boa conexão da internet.

2. Equipamento

Tão importante quanto a internet é ter os recursos físicos para executar suas tarefas. Por isso, tenha um bom computador e softwares que possibilitem a execução do trabalho remoto. Ah, não pode esquecer também de fazer backups regulares.

3. Disciplina e organização

Apenas com disciplina e organização é possível ter sucesso no home office. Planeje quanto tempo pretende dedicar ao trabalho; mantenha seu ambiente de trabalho em casa organizado.

4. Prepare um ambiente da casa

É preciso garantir um espaço confortável, com uma cadeira adequada, apoio para o computador. Além disso, prefira um ambiente com boa iluminação e ventilação, com o mínimo de ruídos. Você pode até decorar seu escritório para estimulá-lo, mesmo que ele seja só um cantinho da sala. É possível também variar o ambiente e sair um pouco de casa. Você pode variar em cafeterias, shopping, parque, aeroporto ou até espaços de coworking, próprios para este fim.

5. Equilibre o tempo

É importante que você não se deixe levar apenas pelo trabalho. Isto pode acontecer com profissionais adeptos do home office. Permita-se reservar um tempo semanal para lazer, prática de esportes, família, etc.

6. Desligue-se de distrações

Durante o tempo de trabalho, desligue a TV, feche as redes sociais, avise a família que estará trabalhando e concentre-se em suas atividades.

7. Faça intervalos curtos e regulares

Para ter bom aproveitamento, é necessário fazer pequenos intervalos regularmente. Ao perceber que está muito tempo na frente do computador, levante-se, espreguice-se, tome água, enfim, reserve alguns minutinhos para dar um descanso ao cérebro e reativá-lo com maior potência em seguida.

Trabalho home office

Neste artigo, apresentamos o trabalho home office e ainda demos dicas que como otimizar suas atividades de casa. Espero que tenha gostado!Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais! Para mais artigos sobre carreira, vida acadêmica e profissional, continue nos acompanhando.