Pontos fortes e fracos: como reconhecê-los e responder na entrevista

Imagine que você está em uma entrevista de emprego. Nesta situação, é muito comum que o recrutador lhe pergunte: “Quais são seus pontos fortes? E seus pontos fracos?”. Se você tivesse que responder a estas perguntas hoje, saberia o que dizer? Se você está procurando emprego, se candidatando a vagas ou se já tem uma entrevista agendada, este texto é para você. Se você já está empregado, mas não saberia responder a estas perguntas hoje, este texto também é para você. Acompanhe a leitura e saiba como identificar seus pontos fortes e fracos e como melhorar os pontos negativos.

Quais são os seus pontos positivos e negativos?

Essa pergunta é clássica em entrevistas de emprego. Para respondê-la, há dois fatores muito importantes: conhecer a si mesmo e conhecer o perfil da vaga. Assim, é possível selecionar as qualidades apropriadas para responder ao recrutador.

É comum que candidatos procurem na internet por respostas prontas, uma lista de qualidades que se acredita que o recrutador queira ouvir. Se esta é sua intenção, repense-a. Nenhum recrutador quer  respostas clichês, e sim sua resposta honesta e dentro de contexto.

E não se sinta intimidado por responder a este questionamento. Falar sobre suas qualidades é uma forma de permitir que o recrutador conheça aspectos de você que não teriam como aparecer no currículo.

Voltando ao conhecimento necessário: conhecendo as necessidades do cargo. Para conhecer o perfil da vaga, leia atentamente a descrição do cargo antes da entrevista, estude sobre a empresa, seus produtos (se for o caso), seus clientes, etc. Conhecer a empresa irá facilitar no processo de resposta.

E conhecer a si mesmo? Você realmente sabe na ponta da língua quais são seus pontos positivos e negativos? Saber falar sobre si requer autoconhecimento. Falaremos mais sobre isso a seguir.

Autoconhecimento: você tem?

Conhecer a si mesmo é muito importante para conseguir expressar verdadeiramente seu potencial em uma entrevista de emprego. Se você teve dificuldade de responder às perguntas propostas no começo deste texto, seria interessante começar a praticar a reflexão desde já. Afinal, conhecer seus pontos positivos pode auxiliá-lo a galgar novos degraus em sua carreira. E conhecer os pontos negativos é a chave para trabalhá-los e se tornar um profissional ainda melhor.

Então, que tal começar agora? Um exercício muito simples é pegar um papel e uma caneta e listar seus pontos positivos e negativos. Todo ser humano tem ambos, e se você conseguir pensar apenas nos “defeitos”, vale a pena refletir sobre como anda sua autoestima e sua autoconfiança.

veja também:
38 frases de liderança para estimular o líder que há em você

Refletindo sobre seus pontos fortes e fracos

Se estiver muito difícil de fazer sua lista, faça um retrospecto de situações que resultaram em elogios a você para identificar seus pontos fortes. Converse com amigos e colegas de trabalho. Isto o ajudará a reconhecer suas qualidades.

Sobre os pontos fracos, pense em motivos pelos quais você já recebeu feedback negativo. Mesmo que no momento você não tenha aceitado a crítica, reflita se houve fundamento. Será que há algo naquela situação em que você poderia melhorar? Suponhamos que você foi criticado por não ter um bom relacionamento interpessoal. O que você pode fazer para melhorar isto? Exercitar a melhoria dos pontos negativos irá garantir seu crescimento.

Agora, é possível que você tenha conseguido completar sua lista. Pensando nas características da vaga, imagino que agora fique mais fácil de responder à pergunta: “quais são seus pontos fortes e fracos?”.

Como responder sobre os pontos fortes na entrevista

Os pontos fortes, ou pontos positivos, são características suas que podem contribuir para o cargo desejado. Para responder sobre eles, caso o recrutador não peça um número específico de qualidades, eleja no máximo três. Afinal, você não quer fazer um monólogo e se prolongar demais.

Esta resposta também não deve ser apenas dizer os adjetivos que descrevem seus pontos positivos. Cada um deles deve vir exemplificado de situações, de preferência na vida profissional, que evidenciaram esta qualidade.

Vamos pegar um exemplo de um profissional se candidatando para um cargo de vendas:

Eu me considero uma pessoa proativa. Por exemplo, na empresa em que trabalhei, havia um arquivo de produtos dos quais não era possível saber o preço final, o que gerava dificuldade para diversos vendedores, que precisavam fazer vários cálculos sempre que recorriam ao arquivo. Eu tomei a iniciativa de como calcular o valor final e criei uma tabela com todos os itens com o preço final. Eu compartilhei o resultado com toda a equipe, e a ferramenta foi implantada a partir disso. Este é um exemplo também de como eu tenho capacidade de trabalhar em equipe, compartilhando saberes.

Falando sobre os pontos negativos

Falar sobre os pontos fracos gera medo em muitos candidatos. Mas se você souber responder de forma adequada, o resultado poderá ser muito favorável a você.

veja também:
O que você sabe sobre nossa empresa? Como responder na entrevista

É claro que você não deve dar respostas sobre defeitos que sejam desfavoráveis para sua contratação, por exemplo: “sou muito desorganizado”, ou “tenho dificuldade com horários e estou sempre atrasado”. Lembre-se também que você está em uma entrevista de emprego, e não em uma sessão de terapia. Por isso, “filtre” o que vai responder. Isto não quer dizer mentir, pelo contrário, apenas selecione a resposta relevante dentro do contexto da vaga.

Pense que sempre que for mencionar um ponto negativo, é importante responder o que você está fazendo ou planejando fazer para melhorá-lo. Por exemplo: você tem vergonha de falar em público, mas fez está fazendo um curso para melhorar este ponto fraco e tem tido resultados positivos.

Quais são seus pontos fortes e fracos

Recapitulando: falar sobre seus pontos positivos e negativos para a vida profissional requer autoconhecimento. Se você acha que não se conhece o suficiente, comece já a exercitar esta reflexão.

Antes da entrevista, selecione três qualidades e pense em exemplos que as validem; e selecione três defeitos e pense no que você está fazendo ou planejando fazer para melhorá-los. Veja também as perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego

Espero que este conteúdo tenha sido útil para você. Caso ele tenha lhe ajudado, compartilhe-o em suas redes sociais!