Redação quem sou eu: como ter um bom desempenho no processo seletivo

Você está se candidatando a vagas de emprego e recebe a boa notícia de que foi convidado a participar de um processo seletivo. Como se preparar para este momento? Uma das dicas que daremos hoje é preparar-se para redigir uma redação com o tema “Quem sou eu?”. Esta técnica é bastante utilizada pelos recrutadores e pode estar presente em seu próximo processo seletivo. Quer saber como ter um bom desempenho nesta tarefa? Então acompanhe a leitura a seguir e prepare-se!

Processo seletivo para vaga de emprego

O processo seletivo para a contratação de um profissional pode conter diferentes técnicas e etapas:

  • Questionários escritos;
  • Testes de personalidade;
  • Testes de competências, como informática;
  • Dinâmicas de grupo;
  • Entrevistas individuais;
  • Redação, etc.

Sim, a redação é uma técnica amplamente utilizada pelos recrutadores, e pode ser que você até já tenha se deparado com esta tarefa em seleções anteriores. Mas se você ainda está procurando emprego, saiba que é possível se preparar para potencializar seu desempenho na redação.

Sempre falamos por aqui da importância de preparar-se para o processo seletivo conhecendo a empresa, cuidando de sua apresentação pessoal e se preparando para responder as perguntas mais comuns na entrevista. E por que não se preparar também para a redação? Afinal, fazer uma boa apresentação por meio da linguagem escrita conta muitos pontos em favor do candidato.

O que é avaliado na redação quem sou eu

Se você é daqueles que detesta escrever, fique calmo. É importante saber quais aspectos são avaliados nesta tarefa antes de “torcer o nariz” para o desafio. Afinal, mesmo que você não seja um profissional da área de Humanas, ainda poderá ser convidado a fazer uma redação em sua seleção.

Através da redação, um leque de características é avaliado pelo recrutador, como:

  • Capacidade argumentativa;
  • Domínio da língua escrita;
  • Planejamento;
  • Organização de ideias;
  • Criatividade;
  • Tomada de decisões, entre outros.

Até o tempo que você leva para começar a escrever é considerado por alguns recrutadores. Por isso, o preparo pode fazer a diferença na hora de elaborar sua redação quem sou eu.

Por onde começar?

Assim como praticamente tudo na vida, especialmente na vida profissional, a elaboração de uma redação requer planejamento. Se você sair escrevendo sem um preparo anterior, pode acontecer de o texto não sair do tamanho esperado, ou de começar por um rumo no texto e perder-se no meio do caminho.

Por isso, antes de começar a escrever, faça um brainstorming. O brainstorming (ou “chuva de ideias”) caracteriza-se por colocar no papel todas as ideias que vêm à cabeça e que podem compor sua redação, sem filtro ou julgamentos.

Estes pontos poderão ser usados ou não, mas garantirão o conteúdo de seu trabalho, sem correr o risco de precisar “encher linguiça”.

Ao planejar seu texto, considere também o tamanho proposto para o trabalho. Uma redação para processo seletivo, em geral, deve ter tamanho médio de 20 a 30 linhas, o que permite a criação de um texto com aproximadamente 4 ou 5 parágrafos. Se o total de linhas for menor (15 a 20 linhas), talvez ele só comporte 3 parágrafos. Portanto, tudo isso deve fazer parte do planejamento do seu conteúdo.

veja também:
Team building: o que é, importância e como aplicar

Conteúdo da redação quem sou eu

Se bateu a dúvida sobre o que escrever na redação quem sou eu, você pode considerar alguns caminhos.

O primeiro ponto relevante é: não faça um resumo do seu currículo; vá além. O recrutador já leu seu currículo e talvez já tenha até entrevistado você neste momento. Por isso, não seja repetitivo, seja criativo!

Você pode iniciar seu texto se apresentando. Diga seu nome, idade, profissão, sua cidade de origem ou de moradia, quantos irmãos possui, com quem mora, etc. É possível até fazer uma breve introdução contando algo curioso sobre sua infância ou adolescência.

Em seguida, como chegou até sua profissão? O que o motivou a escolher esta carreira? Como foi a vida durante sua formação? Como foi o primeiro contato com a profissão?

É relevante falar sobre dificuldades que apareceram no caminho, além de suas conquistas. Mas atente-se para manter o equilíbrio: não exagere ao falar de si; nem se supervalorizando, nem se desmerecendo. Busque o equilíbrio.

Não pense que, por ser uma seleção de emprego, você deva se limitar a falar da profissão. Você pode falar de seus hobbies, que podem estar relacionados com sua profissão ou não.

Por fim, é coerente concluir seu texto com suas expectativas e sonhos para o futuro.

Viu quanto conteúdo sua redação quem sou eu pode apresentar? Agora, basta selecionar alguns pontos e organizá-los na construção de seu texto.

Estrutura da redação

Uma redação deve respeitar a norma culta da língua portuguesa. Isto significa que ela deve ser escrita com a gramática, ortografia e concordância adequadas. Pode parecer até redundante citar estes aspectos aqui, mas em tempos de redes sociais e Whatsapp, esta tarefa pode não ser tão simples quanto parece. Então, muito cuidado para não incluir gírias e abreviações em sua redação.

Dito isto, lembre-se dos tempos de escola para escrever seu texto: redações podem ter diferentes estilos, mas a utilizada nas redações “quem sou eu” são as dissertativas.

Para refrescar sua memória, a dissertação é um texto no qual ideias são expostas com base em um tema específico e de forma ordenada, com começo, meio e fim.

Assim, a estrutura de sua redação deve seguir o formato de:

  • Título;
  • Introdução;
  • Desenvolvimento;
  • Conclusão.

É importante reservar um parágrafo para cada bloco do texto. Na introdução, o autor deve apresentar-se e dar uma “prévia” do que irá abordar no decorrer do texto.

O desenvolvimento pode ser composto de mais de um parágrafo, e cada um deles deve desenvolver um tópico. Por exemplo: um parágrafo para falar de sua infância, outro da sua escolha profissional, outro para falar de seus hobbies.

A conclusão deve dar o tom de encerramento ao texto, garantindo que o que o autor se propôs a debater, ainda na introdução, foi de fato abordado no decorrer do texto. É possível, aqui, falar brevemente sobre as expectativas futuras.

veja também:
Empreendedores de sucesso: conheça 11 perfis e suas características

Apesar de o título ser o primeiro item a aparecer, ele pode ser o último conteúdo a ser escrito. Assim, você garante que ele tenha maior coerência com o conteúdo da redação. Para elaborá-lo, pense em algo que seja convidativo ao leitor.

Toques finais para “lapidar” sua redação

Agora que você já tem o conteúdo e a estrutura de sua redação quem sou eu, aplique alguns toques finais para “lapidar” seu texto.

A sua grafia pode influenciar bastante no resultado de seu trabalho. Quem tem letra muito pequena vai usar menos linhas, e quem tem letra maior, vai utilizar maior espaço. Por isso, este é mais um aspecto a se considerar (e treinar) ao escrever seu texto. E, claro, seja cuidadoso para que seu conteúdo fique legível.

Ao terminar, revise seu texto. Releia-o para verificar a coerência da redação, se ela de fato contém começo, meio e fim. A releitura serve também para corrigir erros que possam ter sido cometidos sem perceber.

Treine sua redação quem sou eu

Para a escrita, aquela máxima de que “a prática leva à perfeição” é absolutamente verdadeira. Por isso, pratique. Mesmo que a tarefa da redação não surja no próximo processo seletivo, seu conhecimento não terá sido perdido.

Outro ponto válido de se atentar é de quanto tempo você leva para todo o processo, desde o planejamento à revisão. Isto porque, muitas das vezes, o recrutador estipula um tempo para a realização da tarefa. Atrasar demais pode também ser um fator negativo em sua avaliação. Mas quanto mais você se preparar e treinar, menos demorada será a realização da tarefa.

Pode ser também que você se depare com o desafio de elaborar uma redação de tema livre. Se você fez sua “lição de casa” antes da entrevista e se preparou para uma redação com o tema “Quem sou eu”, não há o menor problema em escolher este como o seu tema.

Redação quem sou eu no processo seletivo

Neste artigo, você conheceu mais sobre a redação quem sou eu, solicitada em muitos processos seletivos para vagas de emprego. Aqui, apresentamos quais aspectos são avaliados pelo recrutador na execução desta tarefa. Além disso, sugerimos quais conteúdos podem compor sua redação, como estruturá-la e como entregar um trabalho de qualidade.

Espero que este conteúdo tenha sido esclarecedor para você. Caso o artigo tenha te ajudado, compartilhe-o em suas redes sociais! Para mais dicas como estas, continue em nossa página e acompanhe-nos para novidades.